João Manzarra reagiu pela primeira vez à morte trágica de Sara Carreira. O apresentador de 35 anos, que conhecia a cantora desde muito jovem, recorreu às redes sociais para homenagear a filha mais nova de Tony Carreira.

"A Sara viveu. Há mais de 21 anos contrariou a imensa improbabilidade de vir a ser. Esta semana antecipou a absoluta certeza da morte. A existência da Sara merece que os que nela participaram a  encontrem na partida. Que a ausência seja confrontada. Que fechando os olhos tentemos, ainda que impossível, aproximar-nos da dor de quem mais chora. Uma dor maior que a dor. Uma dor que se agiganta no peito mas não faz diminuir a memória. Lugar sagrado onde guardo a minha amiga Sara", começa por dizer.

Manzarra relembra que conheceu Sara quando Tony Carreira foi jurado do talent show "Ídolos", em 2012. "Foi aí que a conheci, era fã do João e da Cláudia. Mais tarde fez o programa 'A Máscara' onde brilhou e tornou lenda a Pantera. A Sara caminhava com uma simpatia constante, tinha tanto de gozona como de doce, era pessoa de uma autenticidade fora do comum, a Sara era a Sara. Falava muito dos cães, adorava-os. A Sara era esperta e curiosa, estudou mandarim e tinha interesse em filosofia. Tinha amor infinito pelos irmãos, pai, mãe e avós. Trazia-os sempre com ela. Lembro-me de dizer que tinha poucos mas bons amigos. Era uma miúda de coração."

O apresentador da SIC termina, deixando uma mensagem de apoio a toda a família, e mostrando, mais uma vez, o amor e carinho que nutre pela artista. "Ficaram sonhos por cumprir, letras para escrever e cantar. A Sara foi também causa de alegria na minha vida no tempo em que os nossos mundos se encontraram. A última mensagem que me enviou foi em Junho, no dia do meu aniversário. Dizia: 'passei o dia a ler Espinosa!'. Adorei que se tivesse lembrado do meu filósofo favorito, mesmo na certeza de que estava a gozar comigo. A Sara era uma miúda mesmo fixe, gostava muito dela. Sei que o antes não volta a ser, mas acredito na redefinição da harmonia se soubermos ser amor. Um abraço profundo a todos aqueles onde a Sara vive. Estou com vocês."

João Manzarra foi um dos vários amigos da família Carreira que marcou presença nas cerimónias fúnebres da cantora de 21 anos, que aconteceram na na Basília da Estrela, em Lisboa.

Sara Carreira seguia no carro com o namorado, o ator e cantor Ivo Lucas, quando se deu o despiste na A1, no passado sábado, 5 de dezembro. A filha de Tony Carreira teve morte imediata. Ivo Lucas continua internado no hospital Santa Maria.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.