O Manchester United já reagiu à segunda parte da entrevista concedida por Cristiano Ronaldo a Piers Morgan. Embora o comunicado avance apenas que o clube "iniciou os passos apropriados para responder à recente entrevista de Cristiano Ronaldo", nos bastidores o cenário parece estar muito mais avançado.

De acordo com o "The Guardian", o Manchester United já contratou advogados e vai processar o avançado português por quebra de contrato, após as alegações feitas na entrevista, exibida esta quarta e quinta-feira no canal TalkTV. Se este processo judicial avançar, Cristiano Ronaldo não poderá voltar a jogar no clube e, adianta ainda o jornal britânico, o português já recebeu ordens para não voltar a apresentar-se no centro de treinos do clube, em Carrington, Reino Unido, quando regressar do Mundial do Catar, que termina a 18 de dezembro.

Ronaldo falhou pré-época porque filha bebé esteve uma semana internada. "Eles duvidaram da minha palavra"
Ronaldo falhou pré-época porque filha bebé esteve uma semana internada. "Eles duvidaram da minha palavra"
Ver artigo

Desde acusações de falta de investimento nas instalações do clube, a "falta de empatia" por parte de dirigentes, Cristiano Ronaldo fez várias declarações negativas sobre o clube para onde regressou em 2021. O futebolista revelou que o motivo pelo qual não esteve presente na pré-época do clube, no Verão de 2022, teve que ver com a filha mais nova, Bella, que ficou internada durante uma semana.

CR7 recordou que, na altura, falou com o presidente e com o diretor desportivo do Manchester United sobre a situação. "Eles não acreditaram que algo estava errado, o que me fez sentir mal", revela, acrescentando: "Eles duvidaram da minha palavra".  

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.