Um dia antes de morrer, Jeremy Ruehlemann publicava nas redes sociais uma fotografia captada nos bastidores de uma sessão fotográfica para a marca Tommy Hilfiger. Parecia mais um trabalho na vida do manequim norte-americano mas, no dia seguinte, domingo, 22 de janeiro, tudo acabaria.

As causas de morte do modelo de 27 anos não são conhecidas e a revelação foi feita por vários manequins e criadores da indústria da moda. O designer Christian Siriano, com quem Ruehlemann mantinha uma relação de grande proximidade, mostrou-se devastado com a morte prematura do jovem.

"Perder um amigo que era uma alma tão bonita é realmente difícil. Isto é para o Jeremy, um homem lindo que deu amor a todos os que se cruzaram no seu caminho. Ele era uma inspiração para mim e sempre será. Ele inspirou-me e amá-lo-ei para sempre. Envio o meu amor para a família e amigos, que perderam uma pessoa muito especial. Sei que nos vamos encontrar novamente e só quero abraçá-lo", escreveu Siriano.

Jeremy Ruehlemann e Christian Siriano
Jeremy Ruehlemann e Christian Siriano créditos: Instagram

A manequim Lexi Wood também elogiou o amigo, que conhecia desde que tinham 15 anos. "Nem sequer consigo explicar quão mágico ele era. Quando o conheci, soube que o meu coração ia ficar cheio para sempre. Ele é a minha alma gémea, o meu melhor amigo, a minha família, a minha luz, o meu amor. Podia estar aqui a falar dele para sempre porque ele era mesmo especial. Mas acho que o que ele tinha de mais especial era ser um sol andante. Ele fazia toda a gente sentir que era a pessoa mais especial da sala. Onde quer que ele fosse, parecia que tinha um raio de luz sobre ele", contou Lexi Wood num post no Instagram.

De acordo com o "New York Post", as causas de morte não foram reveladas. Natural de Nova Jérsia, o manequim já tinha desfilado para Christian Siriano, John Varvatos, Superdry, Perry Ellis, entre outras marcas. Tinha também feito editoriais para publicações como a "GQ" e a "Playhouse".

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.