Já passaram 23 anos desde a morte trágica da princesa Diana, mas a mãe de William e Harry continua bem presente na vida dos filhos. E ainda que tenha tido uma morte prematura, deixou aos filhos um legado que se perpetua.

Cerca de dois anos antes de morrer, em novembro de 1995, Lady Di, como era conhecida, revelou numa entrevista à BBC1 Panorama a forma como explicou aos filhos o fim do seu casamento com o príncipe Carlos.

Na entrevista, a princesa conta que foi à escola de William e disse-lhe que "se na vida encontrarmos alguém que amamos, devemos agarrar e cuidar dessa pessoa", acrescentando ainda: "E se tiveres realmente a sorte de encontrar alguém que te ame, deves protegê-la", disse a princesa Diana a William, na altura com 10 anos, de acordo com a revista "People".

Foi então que, na já maturidade dos seus 10 anos, o filho mais velho de Lady Di continuou a fazer mais questões sobre o que se tinha passado e a mãe não lhe escondeu nada. "Eu disse 'bem, éramos três neste casamento e outro dos fatores foi a pressão dos media. Quando os dois fatores se juntavam era muito difícil'. Embora eu ainda ame o papá, não posso viver sob o mesmo tecto que ele", explicou a princesa ao atual duque de Cambridge.

Os conselhos dados quando William tinha apenas 10 anos continuam presentes passadas mais de duas décadas na família que entretanto o duque de Cambridge construiu com Kate Middleton. Os dois têm três filhos: George, Charlotte e Louis.

Apesar dos fortes valores familiares, a tensão entre William e Harry foi crescendo desde que o Megxit — a saída de Meghan Markle e de Harry da família real — foi anunciado a 8 de janeiro no Instagram, altura em que o instinto protetor familiar de William entrou em ação. Pelo menos é o que revela Omid Scobie, de acordo com o "The Sun", numa entrevista de promoção à nova biografia de Meghan Markle: "Finding Freedom".

Livro explosivo revela pormenores sobre a relação de Meghan e Harry com a família real britânica
Livro explosivo revela pormenores sobre a relação de Meghan e Harry com a família real britânica
Ver artigo

O escritor revela que o príncipe William ficou furioso com Harry e Meghan por "prejudicarem a reputação da família real" ao publicarem online o plano Megxit. "Os irmãos não falaram desde a altura em que se reuniram em Sandringham [casa de campo em Norfolk]. Não voltaram a ver-se. Vai demorar mesmo algum tempo a sarar esta ferida", continuou Omid Scobie, acrescentando que a distância entre os irmãos tem aumentado cada vez mais.

O escritor revela que a principal razão desta cisão entre irmãos deve-se ao facto de Harry e Meghan terem tornado público o plano do casal com a saída da casa real britânica, sem discutir primeiro a estratégia internamente.

"William não é apenas um irmão, é também o futuro rei e sentiu que prejudicou a reputação da família", disse ainda Omid Scobie.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.