Harry está em Londres desde sexta-feira, 28 de fevereiro, e Meghan Markle vai juntar-se em breve. Os dois vão fechar os últimos pormenores do acordo que confirma o afastamento do casal da família real, conforme anunciaram no início de janeiro no Instagram.

Os duques de Sussex estão a viver no Canadá com o filho Archie, de nove meses, e parece que ainda não é nesta visita a Londres que levam com eles o bisneto da rainha Isabel II.

E a decisão não agrada à rainha. De acordo com o jornal "The Sun", Isabel II e o duque de Edimburgo estão tristes por Meghan não levar Archie consigo para Londres. Isto porque a rainha viu o bisneto pela primeira vez no Castelo de Windsor a 8 de maio, dois dias depois de ter nascido, e desde então que não se têm visto — situação que não melhorou com a decisão de Harry e Meghan.

Príncipe Harry grava canção com Jon Bon Jovi
Príncipe Harry grava canção com Jon Bon Jovi
Ver artigo

De acordo com o mesmo jornal, pensa-se que Archie vai ficar no Canadá com uma babysitter e uma amiga de Meghan, Jessica Mulroney. A verdade é que sem Archie, a visita de Meghan a Londres tornou-se uma dor de cabeça, de acordo com um membro da realiza ao jornal "The Sun", não só porque exige custos extra, cerca de 57 mil euros a mais, como também uma complicada logística da polícia real para garantir a segurança de Archie e ao mesmo tempo de Meghan Markle. "É um momento caro, justamente quando os custos de cuidar do duque e da duquesa de Sussex estão a sob escrutínio", revela o membro da realiza.

Os custos, essencialmente com a segurança do casal, vão aumentar quando Harry e Meghan estiverem a viver de forma permanente no Canadá — momento que está para breve, dado que a saída da realeza está prevista para 31 de março.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.