A 16 de abril, Manuel fará 7 meses. O primeiro filho de Sara Matos, fruto da relação com Pedro Teixeira, veio revolucionar por completo a vida da atriz. E foi sobre essa revolução que Sara, em entrevista a Daniel Oliveira, falou, no "Alta Definição" deste sábado, 9 de abril.

A entrevista é emitida no mesmo dia em que estreia na SIC a sétima edição de "Ídolos", que marca o debute da atriz como apresentadora. Ao longo das gravações da fase de casting, Sara teve a oportunidade de ter o filho nos bastidores. "Por um lado é ótimo poder traze-lo, por outro confesso que, quando ele não está, consigo estar mais relaxada. Se por acaso oiço qualquer coisa, um choro, isso já mexe. Mas sou mãe há 6 meses, acho que hormonalmente, faz parte. Tem sido uma viagem, ter sido mãe e recebido este convite", confessou.

A Daniel Oliveira, Sara Matos não fugiu à ideia, confirmada pela prática, de que a maternidade "muda tudo". "Mas sempre tive um truque muito bom: consigo tirar uma hora para mim, para fazer exercício físico. Isso ajuda-me muito. Já o fazia antes, durante a gravidez, e depois, a partir do momento em que já podia, fez-me toda a diferença", contou.

Depois de surpreender nos Globos de Ouro, Sara Matos explica forma física após o parto
Depois de surpreender nos Globos de Ouro, Sara Matos explica forma física após o parto
Ver artigo

"Incrível" mas "muito difícil". É assim que a atriz descreve a experiência de ser mãe, repleta de altos e baixos, de momentos de alegria mas também de angústia. "Estou ali, estou cansada porque não sei se estou a fazer a coisa da melhor maneira e, no entanto, olho para o meu bebé, e sinto-me completa. Seis meses parece que é muito mas, ao mesmo tempo, não é nada. Tenho vivido muito para cima, para baixo porque, em termos emocionais, é muito forte. Nunca estás num sítio seguro. Estou sempre a achar se estou a fazer bem, se estou a fazer mal", confessa.

Sara Matos faz questão de frisar que não quer ser "a mãe perfeita" porque, como admite, "não dá para controlar tudo". "A primeira vez que ele ficou doente foi o abismo total. E depois é mais uma aprendizagem porque tu pensas 'não posso controlar tudo'", explica.

A atriz, que sempre desejou ser mãe, admite que o filho a tornou "uma mulher mais completa". "Apesar de achar que as mulheres não têm de ser mães para se sentirem completas. A mulher deve ser aquilo que quer ser. No meu caso eu queria muito". Sara recordou ainda que ficou "muito contente" quando descobriu que estava grávida mas que também foi um período vivido com medo. Sobre o parto, diz que foi "uma experiência muito boa" e que Pedro Teixeira foi quem chorou mais. "Chorei dois dias a seguir, quando percebi o que era a subida do leite (risos)".

Com uma carreira televisiva que, em setembro de 2022, completará 13 anos (a atriz estreou-se na série juvenil da TVI "Morangos com Açúcar"), Sara Matos admite: "vivo uma fase em que me sinto completa".

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.