Sofia Alves, de 46 anos, estava afastada das novelas há quatro anos, mas agora regressa à ficção nacional numa nova estação. Foi anunciada esta terça-feira, 1 de setembro, como a nova estrela da SIC. A atriz vai integrar o elenco da próxima produção da estação de Paço de Arcos, que inicia gravações em novembro.

"Este é um momento extraordinário e estou estupidamente feliz", começa por dizer Sofia Alves no programa "Casa Feliz", apresentado por João Baião e Diana Chaves. "20 anos passaram desde os 'Jornalistas', foi uma série extraordinária", relembrou a atriz, referindo-se à série que protagonizou em 1999 na SIC. "Foi a altura certa para chegar aqui à SIC", frisa.

Após estar quatro anos sem fazer novelas, e depois da saída da TVI, ainda se especulou sobre o regresso da nova estrela da estação de Paço de Arcos à TVI. No entanto, Sofia aproveitou para se dedicar ao teatro e à companhia que tem com o marido, Celso Cleto, enquanto esteve afastada da televisão.

"Dia de Cristina": Veja as primeiras imagens do novo programa de Cristina Ferreira
"Dia de Cristina": Veja as primeiras imagens do novo programa de Cristina Ferreira
Ver artigo

"Vem aí um novelão e outros projetos maravilhosos", revela a atriz. "A nova novela vai emocionar toda a gente e isso deve-se ao Daniel Oliveira, que é um cavalheiro e que me lançou todos os desafios", acrescenta. "Eu própria nem fazia ideia que ia regressar tão cedo".

Sofia ainda acrescentou que na ficção procura a verdade e que os papeis façam sentido. "Este vai ser o papel da minha vida, mas não posso contar nada sobre o regresso às novelas", frisa. "Trabalhar em televisão é um ritmo frenético, mas é uma adrenalina boa", remata a atriz que fez sucesso na telenovelas da TVI e que agora se prepara para o projeto na SIC.

Uma carreira e talento inegáveis

Ninguém esperava que Sofia Alves fosse a nova contratação da SIC, mas o que é certo é que a atriz tem um percurso na televisão que muitos não esquecem. Começou a sua carreira televisiva em "A Banqueira do Povo", na RTP, em 1993, seguindo-se outras telenovelas da estação pública em que fez parte do elenco principal: "Ballet Rose" (1998) ou "Desencontros" (1995).

De seguida, foi trabalhar para a SIC em 1999, na série "Jornalistas", que retratava a vida dos profissionais da informação dentro e fora da redacção de um jornal. Hoje, o canal de Paço de Arcos vê regressar a sua estrela, para integrar uma nova produção da ficção nacional.

Cristina Ferreira telefona a Manuel Luís Goucha: "Posso voltar a qualquer altura"
Cristina Ferreira telefona a Manuel Luís Goucha: "Posso voltar a qualquer altura"
Ver artigo

À época, foi a TVI que apostou no talento e profissionalismo de Sofia Alves. Fortaleceu a sua carreira enquanto atriz e apresentadora naquele canal. Conquistou os telespetadores da estação, que na altura era liderada por José Eduardo Moniz, através de personagens como Hortense Monforte ou Isadora Belmonte, em "Remédio Santo" (2011) e "Destinos Cruzados" (2013), respetivamente.

Mas o carinho do público ficou logo conquistado na primeira aparição que fez na estação de Queluz de Baixo, em "Olhos de Água" (2001). A partir daí, Sofia Alves passou a ser uma das profissionais mais requisitada do canal para a ficção, a par de Alexandra Lencastre. Chegou a ter um programa em nome próprio, "As Manhãs de Sofia", que esteve pouco tempo em antena e que gerou uma zanga entre a apresentadora e a produtora, Teresa Guilherme. As duas fizeram as pazes anos depois.

Percorra a galeria e recorde as personagens que Sofia Alves protagonizou na ficção nacional.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.