Sofia Arruda revelou ter sido vítima de assédio no trabalho. A atriz de 33 anos falou publicamente do episódio pela primeira vez no "Alta Definição" deste sábado, 17 de abril. Embora não tenha especificado em que altura o assédio aconteceu, nem em que projeto, revelou que a aproximação indesejada partiu de um homem com bastante poder numa produtora de televisão, enquanto estava envolvida nas gravações de uma novela.

"The Morning Show". A série pós-movimento #MeToo que denuncia o assédio sexual
"The Morning Show". A série pós-movimento #MeToo que denuncia o assédio sexual
Ver artigo

O tema sensível surgiu depois de Daniel Oliveira questionar a atriz, que atualmente protagoniza a sitcom "Patrões Fora", na SIC, sobre o meio televisivo. "É muito volátil", respondeu Sofia. "Um dia és a estrela, no outro puxam-te o tapete e deixas de ter trabalho. Eu sei, porque me aconteceu a mim."

A atriz, que se tornou conhecida do grande público ainda em criança, com "Super Pai", explicou que esteve cerca de dois anos sem trabalhar em televisão. "Mas eu sabia porque é que não estava a ser escolhida, é uma situação delicada", começou por dizer a Daniel Oliveira.

sofia arruda
Sofia Arruda foi a convidada de Daniel Oliveira no "Alta Definição" deste sábado créditos: Instagram

Sofia Arruda revelou então que, há alguns anos, foi alvo de uma aproximação menos profissional por parte de "uma pessoa com muito poder numa estação de televisão, de uma produtora". A atriz explicou que ao início não percebeu o que se passava, e achava que todos os pedidos de almoços e encontros eram para falar do projeto em que estava envolvida na época.

"Esse almoço nunca chegou a acontecer, e ainda bem. Era uma pessoa que queria realmente uma aproximação que não era profissional da minha parte", salientou a atriz, que revelou que um evento de promoção da novela em que estava a trabalhar lhe tirou todas as dúvidas sobre o que se estava a passar.

"Estávamos nesse evento e a pessoa virou-se para mim e disse: 'Quando sairmos daqui, vens comigo'. E eu disse que não. Depois disso, quando comecei a estar mais desconfortável com a situação, liguei-lhe, expliquei que sempre que fosse necessário falar de questões de trabalho marcávamos uma reunião e a minha agente ia comigo. Fora isso, não iam existir almoços nem nada do género. Respondeu-me que ok, era a minha decisão."

Depois do telefonema, Sofia encontrou a pessoa em questão nas gravações. "Estava sentada na cadeira de maquilhagem, a pessoa chegou, agarrou-me no braço e perguntou-me se era a minha última decisão [referindo-se à não disponibilidade de Sofia para encontros não profissionais]. Eu disse que sim e ele respondeu-me:'Nunca mais vais trabalhar aqui'. Fiquei quieta a pensar naquilo uns bons momentos, enquanto me maquilhavam o braço, que ficou marcado com os dedos dele. Assim que o projeto acabou, fiquei uns cinco, seis anos sem trabalhar naquela estação."

A atriz de "Patrões Fora" explicou que não falou na época sobre o assédio por várias razões, e uma delas foi o sentir-se culpada. "Sei que fui vítima, mas pensava muito se tinha dado a entender alguma coisa. Mas sei que não, nunca permiti qualquer aproximação que não fosse profissional."

Sobre eventuais queixas, Sofia Arruda explicou que não tinha provas do assédio, nem nada para apresentar. Mas, hoje em dia, pensa na hipótese de o seu silêncio ter permitido aproximações a outras atrizes. "Custa-me pensar se essa pessoa conseguiu tirar proveito de outras miúdas por eu não ter dito nada, se outras atrizes passaram pelo mesmo. Porque ninguém fala destas coisas."

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.