Harry Styles, de 26 anos, é cantor, compositor e ator. A juntar a esta lista de feitos, junta agora mais um: é o primeiro homem a fazer capa da icónica revista Vogue.

A revista americana faz história ao escolher, pela primeira vez, uma figura masculina para surgir como personagem principal na capa. Isto porque, até aqui, os homens que surgiam em destaque nunca estavam sozinhos: vimos Cristiano Ronaldo com Irina Shayk, Gisele Bündchen com Neymar e Kim Kardashian com Kanye West.

Na publicação, que saiu para as bancas esta sexta-feira, 13 de novembro, temos não só acesso a um editorial fotografado por Tyler Mitchell, como também podemos ler uma entrevista, na qual o cantor de "Watermelon Sugar" (a música deste verão, que nos faz cantar aos altos berros no carro ou no duche) aborda vários tópicos: a sua relação com a meditação e alimentação vegan, as amizades, o seu gosto pela moda e passa também em revista alguns momentos da sua carreira.

Na entrevista, Gemma Styles, a irmã de Harry, aparece numa das fotos e partilha algumas informações sobre a relação entre os dois. Começa por contar que Harry sempre se interessou muito por roupa. "A minha mãe adorava vestir-nos", recorda a irmã de Harry. "Sempre odiei, e Harry sempre gostou muito. Ela fazia uns fatos de papel-machê muito elaborados." Harry admite esse gosto precoce por tudo o que estava relacionado com moda. "É tão divertido brincar com roupa. Nunca pensei muito no que significa, mas quando era criança, gostava de me vestir sofisticado (…)Lembro-me que era uma loucura para mim estar a usar um par de collants." recorda Harry.

Harry Styles
Harry Styles tem 26 anos.

Durante a entrevista, Harry confessou que a meditação e a alimentação vegan mudaram a sua vida. "A meditação traz uma quietude que tem sido realmente benéfica para a minha saúde mental (...)O meu corpo sente-se melhor ".

Harry acabou também por falar da sua amizade com os One Direction: "Acho que o típico é sair de uma banda como esta e quase sentir que tens de pedir desculpa por estar nela", diz Styles. "Mas adorei o meu tempo na banda. Era tudo novo para mim, e estava a tentar aprender o máximo que podia".

Mesmo durante a época em que fazia parte da banda, Harry aproveitava todos os momentos para fazer música e, em 2017, surge o seu primeiro álbum a solo "Harry Styles". "Foi quando me apaixonei por estar em estúdio (…) a nossa pequena bolha" conta.

Harry Styles tem estado a trabalhar numa nova música, mas conta que ainda está a descobrir o seu caminho. "Acho que, com o segundo álbum, deixei de lado o medo de errar e fui muito mais livre. Na música, é muito importante evoluir — e isso estende-se a toda a envolvência, até às roupas e aos vídeos. É por isso que olhamos para David Bowie ou para os Beatles e vemos quão inspiradores eles eram", acrescenta.

O músico não deixou de mencionar o desafio que é trabalhar nesta área durante uma pandemia. "Acho que é altura de nos abrirmos, aprendermos e ouvirmos", diz. "Tenho tentado ler e educar-me para que daqui a 20 anos ainda esteja a fazer as coisas certas e a dar os passos certos". E continua: "Acredito no karma, e acho que este é apenas um momento em que poderíamos recorrer mais à bondade, empatia e paciência com as pessoas, estar um pouco mais preparados para ouvir e crescer."

Harry Styles, uma referência no universo da música, mas também da moda surge nesta edição com vários looks coloridos e extravagantes.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.