O chá é, frequentemente, associado ao inverno. Bebemo-lo quente quando temos frio, e ai de quem sugira esta bebida em alturas de calor. No entanto, A Padaria Portuguesa mostrou que o consumo de chá não deve submeter-se a julgamentos alheios, pelo que pode ser aproveitado em qualquer estação do ano, independentemente das temperaturas. A mais recente aposta da marca é uma variedade de chás biológicos (e bem geladinhos) para o verão.

Chás Padaria Portuguesa 2
Novos chás d'A Padaria Portuguesa. créditos: Padaria Portuguesa

Numa parceria com a Companhia Portugueza do Chá, há três novas infusões – camomila, frutos vermelhos e chá preto – que podem ser misturadas com os já tão conhecidos (e deliciosos) sumos de fruta a que A Padaria Portuguesa nos habituou.

Os novos almoços da Padaria Portuguesa têm burrata e cogumelos ostra à mistura
Os novos almoços da Padaria Portuguesa têm burrata e cogumelos ostra à mistura
Ver artigo

Estas combinações vão conferir ao seu palato uma diversidade de harmoniosos sabores de verão. O chá de camomila pode ser acompanhado com os sumos de morango ou melão; já o clássico sumo de laranja natural é adicionado à infusão de frutos vermelhos; e o chá preto é muito bem acompanhado por uma limonada, avança a marca em comunicado a propósito desta novidade. Além de doces, as bebidas são saudáveis, uma vez que os sumos da marca não contêm quaisquer tipos de açúcares — que mais podia querer?

Estes chás estão disponíveis em quase todas as 60 lojas do grupo e, além de serem bons, vão ficar em conta: qualquer combinação vai custar-lhe 2,20€. São bebidas apetitosas com as quais se pode deliciar no interior ou nas esplanadas d’A Padaria Portuguesa e que irão, certamente, transportá-lo até a um destino paradisíaco.

Este é apenas o começo de uma parceria que, segundo as duas marcas, pretende ter uma maior longevidade, indo muito além da temporada de verão. Por isso, é provável que quem o arrefeceu no verão, também o vá aquecer no inverno.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.