As portas para uma espécie de selva com jardins verticais, combinada com luzes neon, abriram esta quarta-feira, 12 de janeiro. A inauguração é dia 15, mas o novo café instagramável tem dado que falar e ainda mais a provar. O Balthazar Caffe é uma mistura entre o que é mais saudável e opções gulosas, como panquecas de Nutella ou Oreo — no fundo, na base está o equilíbrio.

"É género saudável. Mas também há uma boa sobremesazinha", refere André Santos, co-proprietário do espaço. "Como temos um ginásio aqui ao lado, também convém ter um parte saudável", continua o veterinário do AniCura Restelo Hospital Veterinário, que ficou viral no Instagram por partilhar vídeos e fotos amorosas com os animais.

Mas o que leva um veterinário a abrir um espaço de brunch? "Há muitos anos que queria fazer um restaurante de brunch porque sempre gostei muito. Nunca tinha tido coragem, porque isto é uma aventura. Só que, entretanto, os meus outros dois sócios e amigos também queriam, e decidimos metermo-nos nesta aventura. Tira-nos um bocado de vida, mas temos todo o gosto", refere André Santos, frisando que não vai deixar de ser médico veterinário.

Área 55. No Porto, há extraterrestres à mesa — mas estamos a falar de um Benedict de picanha
Área 55. No Porto, há extraterrestres à mesa — mas estamos a falar de um Benedict de picanha
Ver artigo

Com ele está César Ferreira, que vem da área de Gestão, e João Lopes, médico, os responsáveis pelo nome do espaço. "A primeira vez que experimentaram um brunch foi no Balthazar, em Nova Iorque, que é muito conceituado", explica André Santos. Indecisos entre Balthazar e Viriato, nome da rua onde se localiza o novo café, acabou por ficar aquele que foi responsável pelo gosto de um bom brunch. Contudo, a decoração é bastante diferente do restaurante nova-iorquino, que data de 1997.

O Balthazar lisboeta é moderno e nunca se esgotam as possibilidades de conhecer um novo canto a cada visita. "São três conceitos num só", diz o veterinário. "A primeira zona tem mais azulejos no chão, a zona intermédia tem muitas plantas, muito jardim, e depois o terraço tem umas luzinhas em cima, mesas mármore e cadeiras parisienses", descreve.

Apesar do gosto por brunch (também de cozinhar, mas mais de comer), não é o veterinário quem põe as mãos na massa. A ementa foi desenhada entre os proprietários e o chef Paulo Carvalho e agora é preparada pela equipa do Balthazar Caffe.

Um dos destaques é, obviamente, o brunch, em especial o family brunch (38,50€), pensado para dois adultos e duas crianças. É composto por um festival de panquecas, cesto de pão com manteiga e compotas, iogurte com granola, ovos à escolha, cocktail do dia, sumo de laranja e ainda uma bebida quente.

Individualmente, pode ser pedido o brunch Balthazar (15,50€), com iogurte com granola, panqueca clássica, ovos, sumo de laranja e café, e o brunch vegan (16,50€), que difere do anterior pela panqueca vegan e a tosta de abacate em vez dos ovos — ambas as versões podem ser pedidas para partilhar (custo adicional de 10€).

Fora o brunch, que também pode ser pedido à carta, ao almoço há o "faça o seu prato", um sistema em que o cliente compõe a refeição conforme o gosto.

Primeiro, seleciona-se uma base, que pode ser arroz selvagem, mix de verdes ou quinoa, depois uma proteína, como salmão (7,50€) ou almôndegas vegan de tomate e manjericão (9€), em terceiro estão os acompanhamentos, batata doce assada (3€) e guacamole (3,50€) e, por fim, basta escolher se quer regar com molho aioli, iogurte, ceaser ou chimichurri, tradicional na Argentina e feito com ervas e especiarias (1,50€).

"Faça o seu prato" créditos: Ana Gonçalves/MAGG

Para que não tenha trabalho a pensar e comer bem na mesma, o Balthazar Caffe apresenta ainda tacos de camarão (8€) para entrada, bowls, como a de frango grelhado (10,10€), tostas abertas, entre elas a de rosbife de vitela em pão sourdough (7,50€) e hambúrguer com bacon e molho tártaro (8,90€).

Para rematar, nada como uma "boa sobremesazinha", entre elas o brownie de chocolate 70% cacau, com gelado de caramelo salgado (4€), cheesecake de manga e maracujá (3,80€) ou a pavlova (4,50€), sugere André Santos.

Cheesecake de manga e maracujá (3,80€)
Cheesecake de manga e maracujá (3,80€) créditos: Ana Gonçalves/MAGG

Em breve, também vão servir jantares, mas até lá o serviço no Balthazar vai apenas até ao final da tarde, dando tempo suficiente para provar mais umas quantas sugestões.

Para quem acaba de sair do ginásio ou pretende apenas algo mais nutritivo, tem a panqueca Balthazar, feita com trigo sarraceno, e acompanhada de manteiga de amendoim, banana e granola (6,50€) ou a papa de aveia afternoon, com banana, mirtilos e raspas de chocolate preto (6,20€) do projeto Papa O'clock.

Panqueca Balthazar, feita com trigo sarraceno, com manteiga de amendoim, banana e granola (6,50€)
Panqueca Balthazar, feita com trigo sarraceno, com manteiga de amendoim, banana e granola (6,50€) créditos: Ana Gonçalves/MAGG

Se quer ir para casa de estômago bem aconchegado, nada que uma panqueca de Oreo (4,90€) ou salgada, com ovo e bacon (6,50€), ou ainda uns ovos Balthazar em pão brioche, com abacate, espinafres, ovo e molho Holandaise (8€), não resolvam.

Balthazar Caffe

Localização: Rua Viriato 11A, 1050-233 Lisboa
Horário: todos os dias, das 9h às 19h30h
Contacto: 924 782 032

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.