É um dos espaços mais icónicos de Lisboa e da Avenida da Liberdade, e há poucas pessoas que não passem pela fachada do Tivoli Avenida, em Lisboa, e espreitem pelas grandes janelas para saber que tipo de iguarias são servidas neste clássico restaurante. Porém, mesmo com toda a sua (merecida) fama — mas já lá vamos —, nem a Cervejaria Liberdade escapou aos efeitos da pandemia e consequentes restrições horárias, o que fez com que, mesmo depois do início do desconfinamento, o espaço estivesse a funcionar com um horário bastante mais reduzido do que o habitual.

Restaurantes com estrelas Michelin e piscinas privadas. Estes são os 4 melhores hotéis de Portugal
Restaurantes com estrelas Michelin e piscinas privadas. Estes são os 4 melhores hotéis de Portugal
Ver artigo

Conhecido pelos seu pratos tradicionais, mas com todo o requinte e sabor que se espera de um restaurante incluído num hotel de cinco estrelas (embora seja tão conhecido como a unidade hoteleira), a Cervejaria Liberdade fazia valer a conotação clássica de cervejaria e servia-lhe um clássico prego (ou qualquer outra opção da carta) fora das horas da refeição. A pandemia veio mudar isso, e nos primeiros tempos após a abertura, o restaurante abria apenas para almoços, de segunda-feira a sexta-feira.

Cervejaria Liberdade
O restaurante fica dentro do Tivoli Avenida, mas tem uma entrada direta da rua.

Mas temos novidades: a ordem foi restaurada no universo, e já pode ir à Cervejaria Liberdade aos fins de semana, ou durante a semana, também ao jantar (12h30 às 22h30). Se preferir, pode continuar a visitar o restaurante ao almoço, de segunda-feira a sexta-feira, onde o espaço, para além da carta habitual, tem um menu executivo disponível que lhe permite provar alguns dos pratos mais clássicos da cervejaria. E foi justamente esse o mote da visita da MAGG, que se prontificou imediatamente para este "difícil" desafio.

Em primeiro lugar, importa explicar a dinâmica do menu executivo (servido durante a semana, entre as 12h30 e as 15h), que pode ser usufruído de duas formas diferentes: no primeiro menu, pode escolher entre as combinações de entrada e prato principal, ou prato principal e sobremesa, com refrigerante, água e café ou chá (21€); já o segundo menu, incluiu entrada, prato principal e sobremesa, bem como refrigerante, água e café ou chá (25€).

Cervejaria Liberdade
Para além do menu executivo ao almoço, a carta normal mantém-se durante todo o funcionamento do restaurante.

Dinâmicas percebidas? Ótimo, então siga para bingo — aliás, para a mesa. No contexto do menu executivo, existem várias opções à escolha: nas entradas, pode escolher entre carpaccio de novilho com lascas Gran Padano, carpaccio de polvo com saladinha e pimentos, ostras do Algarve (cinco unidades), gambas salteadas com alho ou creme de marisco.

Nos pratos principais, há bife tártaro (preparado junto à mesa), robalinho grelhado, bacalhau à Brás (um dos pratos mais populares, garante um dos colaboradores da Cervejaria Liberdade), arroz de marisco ou bife à cervejaria. O almoço não termina sem adoçar o paladar, por isso também estão contempladas as sobremesas, como a tarte de maçã caseira, mousse de cacau 70%, pudim Abade de Priscos ou seleção de gelados.

Optámos por experimentar o menu completo, e começámos com o carpaccio de novilho. E numa época em que esta entrada figura em muitas cartas de restaurantes, a fasquia está lá em cima — até porque existem coisas verdadeiramente boas, outros que são apenas bocados de carne sem grande quantidade perdidos num mar de rúcula. Na Cervejaria Liberdade, o carpaccio passa com distinção: carne saborosa e extra fina (mas fina mesmo, não aquele fino de quando pedimos o fiambre no supermercado e nos deparamos com bifes em casa), a salada fresca e temperada no ponto, sem ficar muito avinagrada, e grandes lascas de queijo Gran Padano, sem cá poupanças no queijo. Que maravilha de entrada.

Cervejaria Liberdade
O bacalhau à Brás é outro dos pratos mais pedidos do restaurante.

No prato principal, e porque já tínhamos optado por crus na entrada, resistimos à tentação do bife tártaro e optámos pelo tradicional prato das cervejarias, o bife com molho. E sim, parece um comboio de elogios, mas não há outra forma de classificar um bife alto e macio, cozinhado no ponto, batatas fritas estaladiças e um molho que, tendo obviamente as suas diferenças, nos remete para os tempos em que o molho da Portugália era das melhores coisas que podíamos provar na capital (e não esta mistura mal amanhada servida em qualquer centro comercial). E este é ainda melhor.

Detalhe que fica no coração? Ao contrário de muitos restaurantes de topo, em que temos de ter todos os cuidados para não nos enganarmos nos talheres, na Cervejaria Liberdade até trazem um pão à parte juntamente com o bife. Sabem que é delicioso e que só quem esteja muito enganado vai resistir a molhar o pão no molho e no ovo estrelado.

Cervejaria Liberdade
A tarte de maçã é uma das sobremesas do menu executivo.

Para terminar, a tarte de maçã cumpre, saborosa e com uma frescura extra se a pedir com uma bola de gelado. Mas para quem gosta verdadeiramente de doces, o pudim é incontornável.

Durante o mês de junho, a Cervejaria Liberdade aposta também nas tradicionais sardinhas para celebrar os Santos Populares. Assim, até ao final do mês, ainda pode provar sardinhas assadas com salada e batatas, prato incluído na seleção do menu executivo.

Morada: Avenida da Liberdade, Lisboa
Telefone: 213 198 620
Horário: 12h30-22h30

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.