A Fresca é a segunda bebida sem alcoól da Coca-Cola a ter uma nova versão. Depois do êxito da Topo Chico Hard Seltzer, bebida alcoólica à base de água gaseificada e aromas naturais de frutas, lançada em 2020, a marca decidiu apostar numa nova receita. Desta vez, no ramo dos cocktails em lata.

Sabe o que está a beber? Portugueses consomem (mais de) 3 quilos de açúcar em refrigerantes
Sabe o que está a beber? Portugueses consomem (mais de) 3 quilos de açúcar em refrigerantes
Ver artigo

Mas não o fez sozinha, já que esta nova aposta na bebida Fresca, cuja versão original já tem mais de 64 anos, nasce de uma parceria entre o fabricante da Corona, Constellation (STZB), e a Coca-Cola. E o objetivo é simples: aproveitar a popularidade da versão não alcoólica da bebida, que tem vindo a angariar cada vez mais fãs ao longo do anos, uma vez que não tem calorias nem açúcar. 

No entanto, ainda não se sabe se o teor livre de açúcar da versão original se vai manter na nova adaptação. Isto porque as imagens e a informação nutricional da Fresca Mixed ainda não estão disponíveis. Tal como acontece com aquele que será o aroma da bebida.

Até à data, a produção mantém-se sigilosa e as empresas não revelaram os sabores que vão criar, mas uma coisa é certa: já revelaram que a Fresca Mixed vai ser "inspirada em receitas criadas por fãs da Fresca de todo o mundo".

O que já levanta a ponta do véu, uma vez que a mistura entre tequila e Fresca tornou-se famosa entre os fãs da marca, depois de o apresentador da Bravo, um programa norte-americano, Andy Cohen, começar a beber aquilo a que chama "Fresquila" ao longo do seu programa.

A combinação não é nova e apesar de ainda não existir oficialmente, a "Fresquila" de Andy Cohen já tem fãs, que fazem questão de enaltecer a descoberta. "Fresca + Tequila = Fresquila. És um génio", escreveu uma internauta na rede social Twitter, numa publicação dirigida ao apresentador.

Ainda assim, não há qualquer informação que confirme a presença de tequila na nova receita — que será, certamente, vendida em lata. A data de lançamento ainda não foi divulgada, mas a Coca-Cola aponta para final de 2022, pelo menos, nos Estados Unidos.

As vendas das latas de cocktails explodiram, já que os consumidores procuram conveniência e novos sabores, além de vinho e cerveja. A categoria da bebida aumentou 53% no ano passado e estima-se que cresça mais 29% nos próximos três anos, de acordo com dados de Análise de Bebidas da IWSR, citados pela CNN. O estudo da Constellation garante que a venda de bebidas alternativas para adultos, que incluem cocktails prontos a consumir, vai continuar a crescer.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.