Nos últimos tempos a frase "temos de aproveitar tudo porque nesta altura não se pode estragar nada" tornou-se recorrente. É de facto verdade, porque devemos evitar idas ao supermercado e qualquer resto de grão conta para inventar um novo prato, mas já com ou sem pandemia este deveria ser o lema.

Pelo menos, há muito tempo que é o de Joana Roque, 41 anos, que começou a partilhar receitas em 2006 quando criou o blogue "As minhas receitas", onde a própria diz: "Odeio desperdiçar alimentos ou comida, pelo que o que cozinho tem muito de aproveitamento e de 'reciclagem'".

Não dá para ir às compras todos os dias? Fixe, assim aproveitamos a comida ao máximo
Não dá para ir às compras todos os dias? Fixe, assim aproveitamos a comida ao máximo
Ver artigo

É com esse mesmo propósito que Joana partilhou algumas receitas para que não deite fora nada do que foi acumulando ao longo da semana — ou que vem até a acumular antes disso — e que pode congelar, sem que percam a qualidade.

"Estou de quarentena com os meus três filhos em casa. Só tenho mesmo saído para ir às compras", revela à MAGG Joana Roque, que também sabe bem aquilo pelo qual tantos outros portugueses estão a passar, incluindo ter de cozinhar todos os dias para a família.

Por isso, além do feijão estufado com cebola e ovos escalfados ou do prato com sobras de frango, Joana deixa algumas dicas, sendo que a primeira é fazer um inventário de tudo o que tem na despensa e no congelador. Depois disso, pode começar a planear as refeições: "Apostem em receitas de um tacho só, que rendem para muitas pessoas, e são mais fáceis de fazer em grande quantidade e podem sempre congelar uma parte para outro dia para evitar estarem sempre a cozinhar", diz.

COVID-19. Pequenas dicas para conseguir poupar em casa no período de quarentena
COVID-19. Pequenas dicas para conseguir poupar em casa no período de quarentena
Ver artigo

Congelar a comida não só é uma forma de se poupar a mais trabalho, como de evitar que esta se estrague no frigorífico por terem passado demasiado dias até conseguirem consumir tudo em casa. "Congelem pequenas sobras de carne e peixe, mesmo que vos pareça pouco", aconselha a blogger, acrescentado que essas podem depois ser usadas para rechear tartes, empadas e fazer pataniscas.

E quanto aos legumes? Agora que não é possível comprar frescos diariamente, não desvalorize aqueles que estão a ficar murchos porque, de acordo com Joana, podem dar sopas cremosas.

As dicas não ficam por aqui: "Evitem usar carne e ovos na mesma receita para rentabilizar ingredientes. Tirem partido das leguminosas para refeições nutritivas sem carne nem peixe. Antes de ir começar a cozinhar uma refeição nova, e se tiverem sobras no frigorífico, vejam o que conseguem fazer com o que têm", no fundo o ingrediente chave para cozinhar em quarentena é a criatividade.

Tarte salgada de sobras de carne

comida
créditos: Joana Roque

Ingredientes (para 1 tarte pequena)
Massa:
150 gramas de farinha
60 gramas de manteiga
2 colheres de sopa de água
Sal q.b.

Recheio:
1/2 chávena de sobras de carne já cozinhadas
1 cebola pequena
1 dentes de alho
Azeite q.b.
2 ovos
100 ml de natas
50 gramas de queijo ralado
Sal e pimenta q.b.

Modo de preparação:
Comece por preparar a massa. Num robot de cozinha (ou à mão), misture a farinha com o sal,  a manteiga e a água e misture até obter uma massa lisa e homogénea. Forre com a massa uma forma de tarte de fundo amovível (ou outra que tenha disponível), não se esquecendo de forrar o fundo e os lados. Pique o fundo com um garfo e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 15 minutos, pré-cozinhando a massa.

Entretanto prepare o recheio. Pique a cebola com o dente de alho e leve a refogar num pouco de azeite. Junte depois as sobras de carne (podem ser sobras de outra coisa qualquer) também picadas e envolva bem. Retire e deixe arrefecer um pouco. Retire a massa da tarte do forno e recheio com o preparado de carne, espalhando bem. Por cima disponha um pouco de queijo ralado. Bata os dois ovos com as natas e tempere a gosto com um pouco de sal e pimenta . Verta sobre o recheio da tarte, e leve novamente ao forno a 180ºC e durante cerca de 30 minutos até que o recheio fique firme e dourado. Retire do forno, deixe arrefecer um pouco e desenforme. Sirva com uma salada verdes ou legumes salteados.

Feijão estufado com cebola e ovos escalfados

comida
créditos: Joana Roque

Ingredientes (para 4 pessoas):
500 gramas de feijão vermelho cozido
4 ovos
2 cebolas grandes
3 dentes de alho
Azeite q.b.
Sal e pimenta q.b.
Piri-piri ou malagueta (opcional)
1 folha de louro
Salsa picada q.b.

Modo de preparação:
Descasque as cebolas e corte-as em rodelas não muito grossas. Descasque os dentes de alho e lamine-os.
Leve ao lume um tacho com um pouco de azeite, junte os dentes de alho, as cebolas em rodelas e a folha de louro e deixe refogar um pouco. Reduza o lume, tape o tacho e deixe estufar em lume brando até que a cebola fique macia e translúcida. Junte depois o feijão já cozido e um pouco de caldo, envolva bem e retifique de sal e pimenta e se quiser acrescente um pouco de piri-piri ou malagueta. Deixe estufar uns minutos em lume brando, para apurar. Acrescente depois os ovos ao feijão, para que “escalfem” na mistura, mas não os deixe passar demasiado. O ideal é ficarem com a gema ainda um pouco líquida. Sirva depois, polvilhados com salsa picada e com arroz branco.

Arroz de frango com farinheira e couve

comida
créditos: Joana Roque

Ingredientes (para 6 pessoas):
500 gramas de sobras de frango desfiado grosseiramente sem ossos ou peles (com molho de assar)
1 couve coração pequena
1 farinheira
2 chávenas (220 ml de capacidade) de arroz (podem usar o arroz que preferirem)
Sal e pimenta q.b.
1 cebola
1 folha de louro
Azeite q.b.

Modo de preparação:
Pique a cebola e leve-a ao lume com um pouco de azeite e a folha de louro até refogar. Entretanto corte a couve coração em juliana fina e lave-a, secando num escorredor. Assim que a cebola estiver loura junte o frango desfiado e o respectivo molho e envolva bem, deixando o molho envolver bem no refogado e o frango começar a fervilhar. Acrescente a couve e envolva bem. Junte 4 chávenas de água (o dobro da quantidade do arroz) e tempere a gosto de sal e pimenta. Assim que levantar fervura acrescente o arroz e envolva bem. Corte a farinheira em rodelas não muito grossas e coloque por cima do arroz. Deixe levantar fervura, diminua o lume e tape o tacho. Deixe cozinhar até ter absorvido toda a água e o arroz estar cozido. (Retire a tampa ou o arroz empapa) Sirva com uma salada verde.

Bacalhau gratinado com puré de brócolos e cenoura

comida
créditos: Joana Roque

Ingredientes (para 4 pessoas):
500 gramas de bacalhau demolhado e desfiado
1 batata média
300 gramas de brócolos
2 cenouras
1 cebola
2 dentes de alho
Azeite q.b.
1 folha de louro
Sal e pimenta q.b.
150 ml de natas frescas (ou molho bechamel, ou natas vegetais)
Farinha de mandioca ou pão ralado para polvilhar

Modo de preparação:
Descasque a cebola e pique-a grosseiramente com os dentes de alho. Leve um tacho ao lume com um pouco de azeite e junte a cebola, os dentes de alho e a folha de louro e deixe refogar um  pouco. Acrescente depois o bacalhau desfiado e demolhado e deixe cozinhar em lume brando. Retifique de sal e tempere de pimenta. Entretanto prepare o puré. Descasque a batata e as cenouras e corte-as em pedaços e prepare os brócolos em raminhos. Leve os legumes a cozer a vapor — ou se preferir em água — até que fiquem macios.

Retire os legumes e triture-os até ficarem em puré. Retifique de sal e pimenta e misture com o bacalhau já cozinhado. Envolva depois metade das natas e coloque a mistura num tabuleiro que vá ao forno. Cubra com as  restantes natas ou molho bechamel e polvilhe com a farinha de mandioca ou com o pão ralado (a farinha de mandioca dá uma textura ainda mais crocante que o pão ralado). Leve ao forno previamente aquecido a 200ºC apenas para gratinar e tostar a superfície. Sirva com uma salada variada.

Lasanha rápida de salmão fumado, espinafres e queijo creme

comida
créditos: Joana Roque

Ingredientes (para 4 pessoas):
6 placas de lasanha fresca
200 gramas de espinafres frescos
200 gramas de salmão fumado
150 gramas de queijo ralado
200 gramas de queijo creme
200 ml de natas
1 dente de alho
Sal e pimenta q.b.
Azeite q.b.

Modo de preparação:
Comece por saltear os espinafres numa frigideira quente com um pouco de azeite e alho. Reserve. Monte depois a lasanha. No fundo de um pirex coloque um pouco de salmão fumado e de espinafres salteados e cubra placas de lasanha. Por cima disponha mais salmão e mais espinafres e cubra com queijo ralado e mais placas de lasanha. Repita até terminar com uma camada de placas de lasanha.

Misture o queijo creme com as natas até obter uma mistura homogénea e tempere com um pouco de sal e pimenta a gosto. Verta sobre a lasanha, tendo a certeza que cobre tudo bem, e termine com um pouco de queijo ralado. Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 30 minutos, e bem coberto com papel de alumínio para não secar a lasanha. Ao fim desse tempo retire o papel e deixe cozinhar e gratinar mais 10 a 15 minutos. Sirva com uma salada verde.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.