Leonor Godinho tem um boné com a palavra "Tacos" escrito a vermelho e Edgar Bettencourt tem uma malagueta tatuada no braço. A comida está-lhes no estilo, no sangue, na cabeça, no palato e nas mãos de onde todos os domingos saem os almoços que a Musa serve a quem, habitualmente, só lá vai beber cerveja.

São uma dupla em casa — namoram há dois anos — e agora é também a dois que trabalham a criar menus diferentes todas as semanas na cozinha da fábrica de cerveja de Marvila.

Não têm o exclusivo dos menus da Musa — já por lá andaram os chefs Hugo Brito, Leopoldo Calhau e é também lá que são servidos os únicos almoços do Gana em Lisboa — mas já se podem considerar líderes em part-time de uma cozinha que, apesar de pequena, alimenta 50 pessoas todos os domingos.

Dia Internacional da Cerveja. 15 factos desconhecidos
Dia Internacional da Cerveja. 15 factos desconhecidos
Ver artigo

Edgar chegou mesmo a ser estagiário de Leonor no restaurante Mensagem e dividiram bancada no Feitoria. Agora, Edgar trabalha no Estrela da Bica e Leonor é uma das cabecilhas do grupo que gere as cozinhas dos restaurantes do Altis Belém.

E ainda que ambos considerem que a formação Michelin dê técnicas, no rigor, organização e ajude na boa apresentação dos pratos, Leonor chega-se à frente e admite que o que gosta mesmo é de fazer boa comida, "daquela que as pessoas fiquem felizes a comer", conta à MAGG.

É por isso que, ao trabalho diário nos restaurantes do Altis, junta pequenos apontamentos de prazer gastronómico. Começou por fazer as quesadillas para acompanhar os sets do DJ Quesadila na Musa e foi aí que a equipa da cervejeira percebeu que estava ali o tempero necessário para os almoços que servem desde agosto.

Começaram pelos menus temáticos, com cada domingo dedicado a um país. Passaram pelos Estados Unidos, Tailândia, Brasil e Itália mas, para 2019, a ideia é mostrar comida made in Leonor e Edgar. "As pessoas já conhecem o nosso trabalho e queremos mostrar aquilo que gostamos mesmo de cozinhar", explica Edgar. E o que é isso? "Comida bem feita, mas simples e, principalmente, sem ser aborrecida", acrescenta Leonor.

É por isso que no início do ano, quando a Musa os desafiou a fazer um almoço de Reis, nem sequer pensaram no bacalhau com todos ou no peru recheado. "Que grande seca", exclamam os dois. O menu — que custa sempre 15€ — começava com caldo verde, pataniscas de bacalhau e maionese de coentros, porco recheado com ameixa e farinheira com puré de maçã e batata gratin. Para sobremesa, um pudim de bolo-rei. Aiás, Leonor e Edgar querem começar um movimento pela defesa do bolo-rei. "Não estamos a brincar", garantem, "já repararam que o bolo-rei, que não tem piada nenhuma, é sempre o último a ser comido na mesa de Natal?". De facto, é verdade, e esta dupla quer reinventar a receita com a criação deste pudim, torná-la conhecida, para que o mal fadado bolo passe a ser a primeira sobremesa a acabar na noite de consoada.

Lisboa e Porto ganham 4 novas padarias artesanais
Lisboa e Porto ganham 4 novas padarias artesanais
Ver artigo

Este domingo, 27 de janeiro, Leonor e Edgar voltam a assumir a cozinha da Musa e o almoço de domingo continua com o toque pessoal de quem só quer fazer "comida que deixe as pessoas felizes". Da ementa faz parte um trio de broa de milho, sourdough e chapata da nova padaria Terrapão, acompanhada com azeite de ervas aromáticas, manteiga de chouriço, requeijão e citrinos e tapenade de tomate. Ainda nas entradas estão os peixinhos da horta com molho picante e, como prato principal, preparam umas bochechas de porco com polenta, alho francês fumado e parmesão. Já está mais feliz só de ler, não está? Espere então até saber o que é a sobremesa. Bolo de caramelo e laranja com nata de alecrim.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.