O festival de sabores do The Fork já arrancou e promete muitos descontos até ao final do mês de novembro. De 13 de outubro a 27 de novembro, de norte a sul de Portugal, vai poder comer a metade do preço em mais de 300 restaurantes aderentes.

Para usufruir do desconto basta fazer a reserva através do site ou da aplicação The Fork. Os descontos são feitos apenas nos pratos, sendo que as bebidas mantêm o mesmo valor indicado na carta.

Há gostos para todos. Da cozinha tradicional portuguesa, passando pela mexicana, até à japonesa, reunimos 10 restaurantes de Lisboa e do Porto onde vai poder usufruir dos 50% de desconto.

1. O Nobre 

Justa Nobre
créditos: Instagram

Comida de conforto tipicamente portuguesa é no O Nobre, no Campo Pequeno. É com um ambiente acolhedor que o restaurante da chef Justa Nobre convida os clientes a provarem a boa comida portuguesa, confeccionada com muita alma transmontana. 

Todos os domingos O Nobre serve o famoso cozido à portuguesa da chef Justa Nobre, em regime buffet, pelo valor de 33,80€. Para além do cozido, o menu é composto por diversos pratos como os escalopes de novilho enrolados com presunto, com molho de natas e batata frita às rodelas (31,80€), a fritada de marisco com arroz de alho (44,80€) ou a perdiz à transmontana (26,80€).

2. É Um Restaurante

Nuno Bergonse
créditos: Instagram

Para além de um restaurante, é também um projeto de reinserção social para pessoas em situação de sem-abrigo. Criado pela associação CRESCER, o É Um Restaurante integra na equipa, forma e insere no mercado de trabalho antigos sem-abrigo.

Coordenada pelos chefes Nuno Bergonse e David Jesus, a cozinha do É Um Restaurante é de conforto e de partilha. O menu é composto por pratos como os milhos fritos com salsa verde, tomate e azeitonas (6€), a açorda de camarão com tomate e algas (14€), e o risoto de abóbora com espinafres, goji e avelã. Nos doces há três opções: pudim de azeite e mel com sorvete de tangerina (4,50€), mousse de chocolate com amêndoas (4€), e churros com molho de caramelo (4,50€).

3. Seisan

seisan
créditos: Instagram

Inspirado na cozinha asiática, com foco no Japão, o Seisan é o restaurante bar do The Beautique Hotel Madalena, em Lisboa. Com um ambiente acolhedor, o Seisan convida os clientes a entrarem numa viagem de sabores e texturas pela gastronomia japonesa. Composto por pratos quentes e frios, o menu tem opções como ceviche (13€), tártaro de atum (20€), lamen, massa japonesa, caldo de porco, ovo cozido, legumes e cebolinho (16€), e sashimi de nove peixes diferentes, com valores entre os 8€ e os 27€.

4. Restaurante Elevador

elevador
créditos: Instagram

Situado na baixa lisboeta, o Elevador é o restaurante do Hotel Santa Justa. À frente da cozinha está o chef Luís Magalhães que, com foco na gastronomia portuguesa, apresenta uma carta com sugestões como bacalhau confitado em molho de caldeirada à portuguesa, batata frita rodela e ralado de ovo (17€), costeleta de novilho grelhada com batata frita artesanal de paprika e oregãos, maionese de alho e cebolinho (17€), e risotto de espelta e centeio, spring onion, beterraba dourada e óleo de trufa (14€).

Para além da boa comida, no Elevador há ainda noites de música ao vivo: fado, todas as terças-feiras e quintas-feiras, das 20 horas às 22 horas, e jazz, todas as sextas-feiras no mesmo horário.

5. The Club Steakhouse

the club steakhouse
créditos: Instagram

No Parque das Nações, o The Club Steakhouse é o restaurante perfeito para amantes de carne maturada. Inspirado na gastronomia das melhores steakhouses do continente americano, o The Club Steakhouse apresenta um menu dedicado a carne com opções como beef Wellington, lombo de bovino envolto em presunto, duxelle de castanha e cogumelos, massa folhada (38,95€), steakhouse special, piano inteiro acompanhado por batatas fritas e salada coleslaw (32,75€), e picanha clássica, picanha grass-fed uruguaia, preparada na chapa no ponto da preferência do cliente (32,50€).

6. Contrabando

contrabando
créditos: Instagram

Para petiscar uns nachos ou jantar calmamente, o Contrabando convida os clientes a entrarem a qualquer hora do dia. Inspirado na gastronomia do continente americano, o menu tem opções como quesadillas de camarão, tortilha de trigo com camarão, sweet chili, cebola, mix de queijo, sour cream (nata azeda) e guacamole (11,90€), jalapeño smokehouse burguer, hamburguer de vaca com bacon fumado, queijo cheddar e jalapeños em pão brioche (12,90€), carnitas tacos, taquitos de barriga de leitão fumada e pico de gallo (tomate picado, cebola roxa, sumo lima e coentros) (11,90€).

7. Guilty by Olivier

Guilty — nova carta
Hambúrguer raclette (19€) créditos: SALVADOR COLACO

Cosmopolita, irreverente, moderno e provocador, são assim os restaurantes do Guilty by Olivier. No Porto, o conceito é o mesmo. O restaurante do chef Olivier da Costa leva o “guilty food” muito a sério com opções como o Defiant, um hambúrguer servido entre duas tostas de queijo, cebola confitada, bacon e maionese de bacon (24€), a massa cannelloni, com ovo, azeite, ricota, espinafres, molho tomate, mix de queijos e parmesão (24€), e o tasty thrill, tártaro de camarão, abacate, espargos verdes, aipo, cebolinho, raspas e azeite de trufas e rúcula (20€). Nas sobremesas, há a naughty Nutella, uma pizza de nutella (13€), o crunchy decadence, churros de chocolate e doce de leite (8€), e o melted indulgence, um petit gâteau com mini magnum ou mini corneto (8€).

8. Brutt Champagnaria Gastrobar 

brutt
créditos: Instagram

Podia ser só uma casa de champanhe mas a Brutt, no Porto, junta finger food com cocktails, sangria e ostras. É a champanheria perfeita para ir beber um copo depois de um dia de trabalho, ou ao fim de semana, num bom ambiente e na companhia de amigos, bebida e petiscos. O menu é variado e tem opções como focaccia de presunto parma (9,50€), Carpaccio de Boeuf ao molho especial de laranja (12,50€), e tábua combinada com emmental, gorgonzola, taleggio, coppa, salame contadino, salame picante e presunto parma (25€).

9. Ilicito

ilicito
créditos: Instagram

É com uma mistura de cores fortes, decoração vintage e um ambiente intimista e descontraído que se apresenta o restaurante Ilícito, do ​​The Editory Boulevard Hotel, no Porto. Os pratos, com assinatura do chef André Silva, estão divididos em dois menus. O menu malabarista tem o valor de 60€ e inclui a introdução (com três pratos), o primeiro ato (com dois pratos), o segundo ato (com quatro pratos) e o terceiro ato (com dois pratos). O menu trapezista tem o valor de 80€ e inclui a introdução (com três pratos), o primeiro ato (com dois pratos), o segundo ato (com quatro pratos) e o terceiro ato (com dois pratos).

10. Tokko

tokko
créditos: Instagram

Aberto apenas para almoços, o Tokko é o restaurante com comida de matriz nipónica e dos quatro cantos do mundo. Irmão do Tokkotai, também no Porto, este é um espaço informal e descontraído que recebe os clientes numa viagem de sabores com pratos como ceviche de peixe branco, polvo, camarão, cebola roxa e pimenta (16€), taco de atum picante (9€), e sashimi (dos 7€ aos 11€).

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.