O mundo divide-se em duas partes. De um lado estão aqueles para quem a palavra "caracol" é dita com ar de nojo e acompanhada de expressões como "gosma" e, do outro, os verdadeiros apreciadores da iguaria, que contam os meses até que finalmente chegue o primeiro sem a letra r no nome. Boas notícias, estamos em maio.

O que é isto dos meses sem 'r'?

Vamos primeiro esclarecer esta questão. Há ou não uma época certa para comer caracóis? Há e começou agora. É em maio que termina o ciclo de criação dos caracóis e até agosto estão no ponto ideal para consumo. Daí que se diga que só existem caracóis nos meses sem 'r'. Se vir bem, este período contempla maio, junho, julho e agosto.

Não é que não haja caracóis em abril — principalmente em anos com muita chuva, nos quais o caracol cresce mais rápido e a produção começa mais cedo — mas jogando pelo seguro, mais vale esperar pelo dia do trabalhador para pedir o primeiro prato.

Petisco saudável

Tentar juntar na mesma frase as palavras 'petisco' e 'saudável' quando o tema é comida portuguesa parece difícil. Mas na verdade não é.

A nutricionista Lillian Barros consegue enumerar facilmente alguns pratos que servem para partilhar, sem estragar a dieta. "Berbigão na chapa como é típico do Algarve, por exemplo, ou até mesmo mexilhão ou salada de polvo", refere. Há ainda os tremoços, ricos em proteína e cujo único cuidado deve ser a quantidade de sal. "Nada que não se resolva com o ato de demolhar antes de comer", salienta.

Os caracóis fazem parte desta lista, uma vez que por serem constituídos maioritariamente por água tornam-se um alimento aliado de quem quer petiscar sem engordar. É rico em proteína, pobre em gordura, contém sais minerais como o magnésio, ferro e zinco.

Salmão. Esqueça a ideia de que este peixe é do melhor que se pode comer (não é)
Salmão. Esqueça a ideia de que este peixe é do melhor que se pode comer (não é)
Ver artigo

E segundo um estudo da Deco, até mesmo os caracóis cozinhados em restaurantes têm um baixo valor calórico: cerca de 100kcal/100g. Isto, claro, se forem cozidos em água e temperados com especiarias.

Mas esta história tinha que ter um vilão a importunar este final feliz, certo? Pois bem, neste caso não é um, mas sim dois: a cerveja e o pão (se juntarmos a manteiga, já lá vão três). É que apesar dos caracóis serem baixos em calorias, não fazem milagres quando à patuscada se junta uma (ou mais) cervejas e cestos de pão para ajudar a aproveitar o molho.

Onde comer o petisco

Vamos esquecer as dietas por uns momentos e focarmo-nos na lista de sítios onde há que picar o ponto este verão.

É em Lisboa que este prato é mais conhecido e apreciado e, por isso, não falta quem se reconheça como autoridade na matéria e diga, sem hesitar, qual o sítio onde se comem os melhores caracóis da cidade. Reunimos algumas dicas de quem não imagina um fim de tarde sem esplanada e petiscos e deixamos aqui algumas sugestões:

Filho do Menino Júlio dos Caracóis

Aqui os petiscos têm hora marcada, por isso se quer apreciar uma dose da especialidade da casa saiba que é servida apenas entre as 16h45 e as 22h30. Esta cervejaria mítica de Lisboa antecipou-se aos meses sem 'r' e começou a servir caracóis ainda em Abril, com promessa de os manter no menu até à primiera semana de setembro. Um prato custa cinco euros e um pires 3,50 euros.

Morada: Rua Vale Formoso de Cima, 140B, Lisboa
Telefone: 218596160

Pomar de Alvalde

Este é um espaço com mais de trinta anos, que já foi dos pais do ex-jogador Paulo Bento, e cuja fama faz com que a reserva de mesa seja obrigatória. Ao final da tarde, hora mágica do petisco, é ver pires (5€) e travessas (7€) de caracóis a sair em grande quantidade da cozinha.

Morada: Rua Marquesa de Alorna, 21C, Alvalade, Lisboa
Telefone: 218497460

5 esplanadas onde se come ótimo marisco em Lisboa
5 esplanadas onde se come ótimo marisco em Lisboa
Ver artigo

Germano

Este restaurante tem caracóis, senão nem constava desta lista. Mas a verdadeira especialidade desta casa mítica de Marvila são as caracoletas. São assadas, servidas em doses de trinta unidades, com um molho picante e avinagrado e custam 12,50 euros. Meia dose fica a 7,50 euros.

Morada: Rua Vale Formoso de Cima, 127B, Marvila, Lisboa
Telefone: 218596634

Casa dos Caracóis

Aqui orientamos a bússola para norte, uma zona do país onde é raro encontrar caracóis na lista de petiscos. Mas nesta casa de Vila Praia de Âncora, não só constam da lista, como dão nome ao restaurante, que os serve em formas tão variadas que vão da omelete à feijoada, passando por uma das especialidades mais pedidas: caracol à pescador, feito num molho de cebola e pimento.

Morada: Rua 13 fevereiro n36, Vila Praia De Âncora
Telefone: 964517751

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.