Voltamos a casa e à pilha de loiça que nunca deixa de crescer na cozinha. Para uma pausa nos cozinhados e uma ajuda extra a todos os restaurantes que se viram obrigadas, mais uma vez, a fechar portas, a MAGG dá uma sugestão por dia para uma refeição caseira mas com sabor que vêm de fora.

Vegetarianos, especializados em leitão, sushi, pizzas ou saladas, espere de tudo. Até porque os restaurantes já provaram serem capazes de tudo para sobreviver a uma pandemia.

Vinhos bons e sandes daquelas que nos dão um abracinho no estômago. É isto que se pode esperar do Reco Reco, uma espécie de spin off do Pigmeu, a casa mãe que deixa de funcionar temporariamente para dar lugar a um serviço virado apenas para take away e entregas.

A carta é curta, mas direta ao que é mais importante. De entrada (ou snacks) há pastéis de massa tenra (7,50€), croquetes (6,70€) e brioche com presunto Pata Negra (8,20€).

As famosas sandes são quatro e topem-me só a decadência desta lista: bifanas de porco alentejano bio da Herdade do Freixo do Meio em pão de batata doce fermentada, feito à mão (9,75€), cheeseburguer (11,50€) ou double cheeseburguer (14,50€), feito com hambúrgueres bio da Herdade do Freixo do Meio, pão feito à mão, pickles, cheddar e molho secreto e ainda a famosa katsu sando de porco alentejano (14€).

Tudo pode, e deve, ser acompanhado com batatas fritas ou salada, sem dispensar também um dos vinhos naturais à disposição.

As encomendas são feitas diretamente no site do Reco Reco, e pode escolher a modalidade de take away ou entrega em casa.

Pode ver aqui algumas opções do Reco Reco para take away:

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.