Sente-se confortavelmente, ligue a Netflix e nem precisa de apertar o cinto para embarcar nesta viagem. Basta percorrer as sugestões de séries documentais que lhe trazemos, feitas antes da COVID-19, mas que agora são a única solução para "sairmos" de casa.

Por terem sido gravadas antes desta era estranha que vivemos, será inevitável que sinta vontade de gritar "não comas isso" quando vê alguém a partilhar do mesmo prato num dos episódios de "Chef's Table" ou fique contorcido ao ver alguém a dar um abraço, mesmo em situações difíceis, como aconteceu com Zac Efron e Darin Olien, quando este último perdeu a casa nos incêndios em Malibu, na Califórnia, em 2018, enquanto decorriam as filmagens da série documental "Down to Earth".

"Bridgerton". Sem novos episódios, espreite as casas luxuosas que fazem lembrar a série
"Bridgerton". Sem novos episódios, espreite as casas luxuosas que fazem lembrar a série
Ver artigo

Um estilo semelhante ao de "Down to Earth" é o de "Connected", em que o jornalista Latif Nasser mostra curiosidades do mundo, mas neste caso com olhos de cientista. Esta série é uma vertente da saga de séries documentais "Resumindo" — sobre a mente, sexo, o novo coronavírus, o poder de voto nos EUA — mas, desta vez, as habituais animações são trocadas pelo guia real.

Pode não ser a solução que mais desejava (apanhar um avião e conhecer efetivamente um novo país seria o plano perfeito), mas é a possível. Troque a mochila às costas pelo comando na mão para seguir nesta viagem pelo globo.

1. Chef's Table

Chef's Table
créditos: facebook

Se quer dedicar-se apenas a uma série documental até ao fim do confinamento, esta é a ideal. Tem aqui conteúdo para ver até ao fim de fevereiro, uma vez que se prevê que o estado de emergência se prolongue, avançou o jornal "Público".

Assim, para fazer face a notícias desanimadoras, há seis temporadas de "Chef's Table" (série nomeada para oito Emmys) para pôr em dia. As três primeiras têm seis episódios e, a partir da temporada dedicada à pastelaria, passa a ter apenas quatro episódios para ver.

Contudo, antes de chegar aos doces, vai ter de passar pelo Estado da Georgia, nos EUA, pela Amazónia, no Brasil, por Istambul, na Turquia, e ainda vai a Banguecoque, na Tailândia. Em todos estes países, há histórias e imagens que vão desde o street food até às cozinhas com estrela Michelin.

Classificada no IMDB com 8,6 (numa escala de zero a dez).

Down to Earth

Down to Earth
créditos: instagram

À primeira vista não imaginariamos o ator do filme “High School Musical” a fazer uma série em estilo documental como a  "Down to Earth". Mas é mesmo Zac Efron que nos consegue transmitir o entusiasmo puro das descobertas que fez pelo mundo.

Se nunca ouviu falar de uma prova de águas (sim, água e não vinho) o conceito é-lhe aqui apresentado pelo ator na viagem a Paris, França. Mas não pense que este documentários é só sobre luxos, como o de provar águas com diferentes níveis de pH. Na verdade, este é quase o único caso.

Nos restantes episódios, Zac Efron, acompanhado de Darin Olien — quem motivou a viagem por estas descobertas —, vai até à Costa Rica para dar a conhecer uma aldeia ecológica e até a Iquitos, no Peru, para mostrar uma vertente terapêutica de turismo, através da ayahuasca (um chá alucinogénio).

Classificada no IMDB com 8,1/10.

Connected

Connected
créditos: netflix

A série "Connected" é guiada pelo jornalista científico Latif Nasser, que tem uma forma particular de mostrar o mundo. É divertido, é curioso e faz-nos querer fazer perguntas sobre o mundo.

Se conectar-se com o mundo não for razão suficiente para ver esta série, eis mais um motivo: um dos episódios é feito em Portugal, no qual Latif vai até uma gruta para descobrir mais sobre cocó. Exatamente. Este é o tema do segundo episódio no qual Latif, acompanhado da arqueóloga molecular Ainara Sistiaga, foi ver a mais recente descoberta na gruta: cocó dos nossos antepassados.

Além de temas como este, aparentemente básico, também se fala de pó e nuvens. Cada episódio tem até 50 minutos, que passam a correr.

Classificada no IMDB com 7,5/10.

Tales by Light

Tales by Light
créditos: netflix

Pelos olhos, ou melhor, pela lente de fotógrafos de todo o mundo, vai conhecer o mundo de uma forma diferente: umas vezes debaixo de água para mostrar o mundo vivo imerso, outras entre árvores que servem de camuflagem para captar as melhores fotografias de animais selvagens do Uganda.

"Como É Que o Bicho Mexe" de regresso no novo confinamento
"Como É Que o Bicho Mexe" de regresso no novo confinamento
Ver artigo

A série documental "Tales by Light" estreou-se em 2016 e conta com duas temporadas, cada uma com seis episódios bem curtinhos. Cada um tem pouco mais de 20 minutos, o que significa que esta é daquelas séries de devorar numa noite (antes dos diretos "Como É que o Bicho Mexe", já sabemos).

Classificada no IMDB com 8,3/10.

The World's Most Extraordinary Homes

The World's Most Extraordinary Homes
créditos: netflix

Não há quem não conheça o programa "Querido, Mudei a Casa", da TVI, ou a versão americana "Extreme Makeover", da HGTV. Para os que gostam de decoração e de ver como as casas ficam impressionantes após as remodelações, o "The World's Most Extraordinary Homes" é o formato certo para ocupar as horas deste confinamento.

Guiados pelo premiado arquiteto Piers Taylor e pela atriz Caroline Quentin, vai poder ver as obras mais incríveis, mostradas com o entusiasmo contagiante dos dois apresentadores. 

Portugal ganha destaque, com uma casa que fica num parque natural , que além de ter vários automatismos, tem uma forma peculiar: em serpente.

Classificada no IMDB com 7,6/10.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.