Se já viu "Glória", a primeira produção portuguesa da Netflix, que se estreou na sexta-feira, 5 de novembro, e quer manter-se na mesma linha temática de séries, fizemos o trabalho de casa para que não tenha de perder muito tempo a vasculhar o catálogo dos vários serviços de streaming e encontrámos seis histórias que tem mesmo de começar a ver.

Uma delas, talvez a sugestão mais fácil, é "The Americans". Disponível na Disney+, a história foca-se na vida de dois espiões russos cuja união, oficializada nos EUA, não passa de uma fantochada para encobrir a missão secreta que têm em mãos enquanto agentes do KGB.

"Glória". A série portuguesa da Netflix que nos põe "numa prateleira em que nunca estivemos"
"Glória". A série portuguesa da Netflix que nos põe "numa prateleira em que nunca estivemos"
Ver artigo

Se de dia fingem viver o sonho americano, cuidando dos filhos e gerindo um negócio de viagens de sucesso, à noite dedicam-se a uma série de missões perigosas que têm como objetivo fragilizar o governo de Ronald Reagan em plena Guerra Fria.

Mas se não quiser ver mais uma história sobre espiões, sugerimos um thriller de crime que tem mistério e tensão a cada episódio. Falamos de "O Homem das Castanhas", sobre um assassino em série que, no local de cada crime, deixa uma figura estranha composta apenas por castanhas — sendo esta a pista que os detetives terão de seguir para resolver o caso.

Mas há mais coisas para ver. Mostramos-lhe seis séries para ver depois de "Glória". Não prometemos que todas tenham espiões, mas garantimos ação, mistério e muito suspense em todas as sugestões.

"Undercover" (Netflix)

Se já sente falta de uma boa série com mistério, segredos que têm de ser mantidos e tensão a cada episódio, "Undercover" é a nossa sugestão para um serão em frente do ecrã.

Ao longo de duas temporadas (e já há uma terceira confirmada), a série mostra os dilemas com que dois agentes da polícia se têm de confrontar à medida que reunem esforços para se infiltrar no círculo íntimo de um poderoso chefe da máfia belga numa missão perigosa de desmantelar a maior rede de tráfico de droga no país.

Uma operação destas tem consequências quase sempre fatais. Mas depressa os agentes percebem que o pior inimigo não é o barão que tentam derrubar, mas eles próprios.

"The Americans" (Disney+)

Talvez seja a sugestão mais fácil. Tal como em "Glória", também aqui há espiões russos a tentar sabotar a posição americana em plena Guerra Fria.

"The Americans" foca-se na vida de dois espiões russos cuja união em solo americano não passa de uma fantochada preparada ao pormenor. Enquanto de dia fingem viver o sonho americano, com filhos e um negócio bem sucedido, é à noite que procuram fragilizar o governo de Ronald Reagan enquanto espiões da antiga União Soviética.

Mas o que começa como uma relação fingida entre duas pessoas (e que, aliás, extravasou os limites da ficção ao passar a vida real) depressa se transforma numa ligação mais profunda ao reforçar a dinâmica de uma família destroçada pelos estilhaços da luta por uma causa perdida.

"Ganglands" (Netflix)

Se já estiver um bocadinho cansado de espiões, sugerimos brutamontes à pancada uns com os outros. Aqui não há subtileza, mentiras ou esquemas mesquinhos para se chegar a informações valiosas.

Em "Ganglands", disponível na Netflix, um ladrão e o seu bando de criminosos são postos no centro de uma disputa territorial entre gangues que procuram mais poder do que aquele que têm.

Os problemas, percebemos, são resolvidos ao soco numa história emocionante para quem gosta de séries de ação que não obrigam a pensar muito ao final de um dia de trabalho.

"Perry Mason" (HBO)

Esta está disponível na HBO e traz a um público mais vasto a história do famoso advogado criminal da ficção, Perry Mason, que marcou presença em 82 romances e quatro contos.

Interpretado por Matthew Rhys, a série serve como a quarta adaptação televisiva dos romances de Erle Stanley Gardner e mostra o advogado a ser contratado no contexto de um caso de rapto e homicídio de um bebé.

"Glória". A série portuguesa da Netflix que espera ser "a primeira de muitas"
"Glória". A série portuguesa da Netflix que espera ser "a primeira de muitas"
Ver artigo

A lidar com trauma da sua participação na Primeira Guerra Mundial, e recém-divorciado, os seus conflito internos adensam-se com o agravar da sua situação de alcoolismo. Tudo isto serve para pôr em causa a sua eficácia como advogado perspicaz e sempre eficiente.

"Angela Black" (HBO)

Pediu uma história dramática com suspense à mistura? Cá está. "Angela Black", disponível no catálogo da HBO em Portugal, acompanha a figura de Angela, uma mulher aprisionada num casamento sem amor há vários anos.

Mas a sua vida sofre uma reviravolta tremenda quando, sem esperar, é abordada por um detetive privado que lhe revela todos os segredos obscuros que o marido tem mantido há anos.

Confrontada com uma verdade que nunca imaginou, Angela tem pela frente uma série de decisões difíceis de tomar. No catálogo da HBO, pode ver os dois primeiros episódios.

"O Homem das Castanhas" (Netflix)

Esta vem da Dinamarca e é para os fãs de policiais intensos em que detetives tentam chegar à verdadeira identidade de um assassino em série que mata sem remorsos.

Ao longo de seis episódios, acompanhamos os esforços de dois detetives que são obrigados a investigar um caso que não compreendem e cujas ramificações afetam toda uma comunidade. O problema, porque há sempre um, é que em cada local do crime não são encontrados quaisquer vestígios de ADN e as provas que permitam chegar a um suspeito são reduzidas.

A única exceção é a presença de uma figura estranha, composta por várias castanhas, que permitem aos detetives começar a investigação.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.