Depois de levar oito prémios para casa no Festival de Cinema em Veneza, em 2020, "Listen", o filme realizado por Ana Rocha de Sousa, vai passar na televisão portuguesa e já não vai ter de esperar muito para o ver caso não tenha conseguido apanhá-lo nas salas de cinema.

A estreia está marcada para o próximo domingo, 2 de maio, no TV Cine Top. A emissão começa a partir das 21h30 do Dia da Mãe e vai acompanhar a história de um casal português que, emigrado em Londres, no Reino Unido, vê a vida virada do avesso quando os serviços sociais britânicos lhe retiram os filhos por suspeitaram de maus tratos e abusos no seio familiar.

"Uma Miúda Com Potencial" e mais 4 filmes para ver esta semana nos cinemas
"Uma Miúda Com Potencial" e mais 4 filmes para ver esta semana nos cinemas
Ver artigo

Baseado numa história real, "Listen" apresenta uma história de superação e perseverança à medida que a família tenta manter-se unida face a um acontecimento que, ao que tudo indica no início do filme, parece ser irreversível e trágico.

A ideia original é de Ana Rocha, que se estreia na realização, depois de ter visto uma notícia que mais tarde viria a dar corpo aos primeiros esboços do argumento.

"[Esta ideia] surgiu-me em 2016, quando saíram umas notícias sobre uma família portuguesa a passar por um caso de adoção forçada no Reino Unido. Fiquei muito surpreendida e comecei a investigar o tema", explicou em entrevista. Na altura, recorda, tinha sido mãe, o que terá feito com que a história lhe tocasse de uma forma muito específica.

"Tinha sido mãe recentemente e a minha filha tinha um ano. Como tinha vivido no Reino Unido, sabia exatamente quais eram as regras lá", reconhecendo que estes casos, tal como aquele que é abordado no filme, acontecem sobretudo no seio de famílias vindas de "classes sociais desfavorecidas".

"Listem" é protagonizado por Lúcia Moniz, Ruben Garcia e pela atriz britânica Sophia Myles.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.