Agnès Varda em "Olhares, Lugares", andou por terras rurais em França a fotografar pessoas, juntamente com o fotógrafo JR para, de uma forma diferente, reproduzir os rostos que encontravam em grandes murais, tornando-os memoráveis. Mais do que fotografar, Agnès conheceu a história das muitas pessoas, o que lhe valeu uma experiência de vida e também um filme, que estreou em 2017.

Tal como nesta história, MAGG partiu para a rua à procura de rostos, de pessoas. Só que vários aspetos diferenciam aquilo que nós e Agnès procurámos. Não fomos ao encontro de novos rostos, mas daqueles que somam anos de dedicação a espaços emblemáticos em Lisboa. São rostos desconhecidos do público, mas conhecidos daqueles que pela força do hábito frequentam os mesmos locais há já vários anos.

A cada semana vamos apresentar "velhas" caras, mas também outras, mais novas, que dão seguimento a estabelecimentos por onde têm passado gerações e quem nem pela força das novas formas de comércio se deixam abalar.

No nosso primeiro destino recuámos 174 anos. Fomos até ao Teatro Nacional Dona Maria II, que abriu portas como Teatro Nacional a 13 de abril de 1846, durante as comemorações do 27.º aniversário da rainha Maria II. Aquilo que vemos hoje na Praça de D. Pedro IV, em Lisboa, não é o mesmo edifício que abriu em 1846, porque um grande incêndio em 1964 deixou apenas de pé as paredes exteriores e a entrada.

E se Albano Jerónimo mandasse no País? Acabava com o Instagram, melhorava as novelas e punha todos a ir ao teatro
E se Albano Jerónimo mandasse no País? Acabava com o Instagram, melhorava as novelas e punha todos a ir ao teatro
Ver artigo

Depois da reconstrução, conservando o estilo neoclássico, reabriu em 1978, mantendo-se com a mesma estrutura que conhecemos até hoje. O prédio já o conhecemos, bem como vários nomes que passaram pelo palco — desde Miguel Fragata, da peça "Montanha Russa", até Beatriz Batarda ou Rui Mendes, parte do elenco da peça "Teatro", que subiu ao palco no final de 2018.

Em vez das caras conhecidas dos artistas, é dia de conhecer aquelas que não são tão conhecidas, mas que sem o seu esforço e trabalho de uma vida, literalmente, nada funcionava. O rosto mais velho é também o mais antigo na casa, que é como sua há 22 anos. Já o membro mais novo tem apenas 27 anos, mas conta já com dez no Teatro Dona Maria II, o que, contas feitas, significa que chegou com apenas 17 anos.

Conheça este e outros rostos que fazem parte do Teatro Dona Maria II.

Newsletter

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.