O regresso de uma série de sketches surreais, um novo reality show e um filme de terror intenso. São estas algumas das estreias mais interessantes deste mês nas várias plataformas de streaming disponíveis em Portugal. Na Netflix, por exemplo, vai poder ver a segunda temporada de "Sky Rojo", a série criada por Álex Pina (de "La Casa de Papel") sobre três mulheres que decidem deixar para trás uma vida de prostituição.

Também na Netflix vai poder espreitar a versão brasileira de "Too Hot To Handle", o reality show em que vários adultos são postos numa casa luxuosa e que têm como objetivo principal não ceder ao amor ou à luxúria. É que um beijo, uma carícia ou até relações sexuais dentro da casa são proibidas e descontadas do prémio final. Mas há mais para ver.

O novo filme com Mila Kunis e 4 outras estreias para ver esta semana nos cinemas
O novo filme com Mila Kunis e 4 outras estreias para ver esta semana nos cinemas
Ver artigo

Do regresso de "Outer Banks" a "Sky Rojo", mostramos-lhe 7 novidades que chegam ao streaming durante as próximas semanas e que vale a pena espreitar.

"Um Lugar Silencioso" (Amazon — 1 de julho)

Neste filme de terror, a premissa é apenas uma: não fazer barulho. Nem um bocadinho. Depois de o segundo filme ter estreado nos cinemas, o primeiro chega ao catálogo da Amazon Prime Video protagonizado por Emily Blunt neste universo fictício em que seres estranhos devoram humanos.

A história arranca com uma família a tentar sobreviver em condições adversas numa realidade que, apesar perigosa, obriga a uma adaptação constante.

É realizado por John Krasinski.

"I Think You Should Leave" (Netflix, 2.ª temporada — 6 de julho)

Sketches fora do comum, vários convidados especiais e Tim Robinson como a força motora do projeto.

Deambulando entre o hilariante e o surreal, este original da Netflix regressa à plataforma para uma segunda temporada cujo lançamento foi adiado devido ao impacto da COVID-19 na indústria.

O que esperar? Muito humor, por vezes ridículo, outras vezes transgressor, mas sempre original e interessante. Vá por nós.

"Atypical" (Netflix, 4.ª temporada — 9 de julho)

De volta para uma nova temporada, "Atypical" conta a história de Sam, um jovem autista que passa por um enorme processo de transformação à medida que entra na adolescência e começa à procura de namorada.

Na quarta temporada, no entanto, Sam já está na faculdade e os dilemas são outros: a vida de jovem adulto, as relações com os colegas e o foco nos estudos.

"The White Lotus" (HBO, 1.ª temporada — 12 de julho)

A nova série de comédia da HBO passa-se num resort paradisíaco do Havai que é usado pela elite para umas férias exclusivas e cheias de excessos. À medida que os hóspedes vão chegando, os funcionários do empreendimento veem-se a braços com os comportamentos erráticos de cada um deles devido a uma série de revelações obscuras que vão ser feitas durante a história.

De repente, aquele local paradisíaco é o palco de situações estranhas, insólitas e bizarras. O caos, esse, vai sendo cada vez maior de episódio para episódio.

"Sky Rojo" (Netflix, 2.ª temporada — 23 de julho)

Coral, Gina e Wendy são três trabalhadoras do sexo que, nos primeiros minutos de "Sky Rojo", pintam o chão da famosa casa de alterne para que trabalham com o sangue do gerente do clube noturno que as obriga a trabalhar. "Vamos construir um futuro diferente", diz uma delas, apoiada pelas outras duas que abrem o caminho para a rua até à pancada.

De "Jerry Maguire" a "Scream". Estes filmes fazem 25 anos e nós dizemos-lhe onde os pode (re)ver
De "Jerry Maguire" a "Scream". Estes filmes fazem 25 anos e nós dizemos-lhe onde os pode (re)ver
Ver artigo

No momento em que decidem deixar para trás uma vida ligada à prostituição, sabem que os primeiros tempos serão passados dentro de um carro, fugindo à organização mafiosa que as persegue e quer fazer pagar pelos estragos.

A série, criada por Álex Pina, o mesmo que pensou em "La Casa de Papel", regressa para uma segunda temporada com mais ação e violência.

"Too Hot to Handle Brasil" (Netflix, 1.ª temporada — 21 de julho)

A versão brasileira do formato americano de sucesso é uma das estreias deste mês da Netflix.

Em "Too Hot to Handle", dez pessoas solteiras, geralmente avessas a compromissos e a relações longas, são escolhidas pela produção do programa para um retiro único e, achavam elas, do mais exótico possível. Só que depressa sofrem um choque de realidade quando lhes é transmitido que aqui não pode haver engate, sexo casual, beijos, troca de carícias ou masturbação.

O prémio final, estabelecido nos 100 mil dólares (cerca de 90 mil euros), vai sendo reduzido cada vez que os concorrentes se tocam de forma carinhosa, se beijam ou fazem sexo dentro da casa. Um beijo, por exemplo, significa um corte de cerca de três mil dólares no prémio.

"Outer Banks" (Netflix, 2.ª temporada — 30 de julho)

A série que mistura um cenário paradisíaco, jovens prestes a entrar na idade adulta e problemas vários está de volta. "Outer Banks", muitas vezes descrita como ideal para os verdadeiros fãs de "Gossip Girl", promete continuar a dar corpo aos dilemas destes jovens que, unidos por um desaparecimento, partem em busca de um tesouro escondido na região.

A segunda temporada vai arrancar logo após os acontecimentos da primeira, depois de John B (interpretado por Chase Stokes) e Sarah (Madelyn Cline) terem escapado, praticamente por milagre, a uma experiência de quase morte.

Com os 400 milhões de dólares (cerca de 327 milhões de euros) à solta na região e, aparentemente, sem dono, pelo menos uma coisa é certa: não serão eles o únicos em busca daquela quantia. E isso, sabemos bem, é sempre prenúncio de problemas maiores que terão implicações graves ou desastrosas no desfecho da história juvenil que tem vindo a ser contada desde abril de 2020, altura em que a série se estreou na Netflix.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.