Apetece-lhe ver algo inspirado em factos reais, mas não tem muito tempo? A solução é "The Staircase", a nova minissérie da HBO Max que relata os factos reais de um crime famoso, que aconteceu nos Estados Unidos, através da ficção.

Colin Firth (“Um Homem Singular”, “O Discurso do Rei”) interpreta o romancista Michael Peterson que, em 2003, foi condenado pelo assassinato da mulher, Kathleen (Toni Collette – do clássico “O Sexto Sentido” e o mais recente filme de terror “Hereditário”).

O assasinato que inspira a série continua a ser falado pelos verdadeiros amantes do crime. Mas afinal o que se passou na realidade? Um relatório de 2010 da NBC News intitulado “Morte no fundo da escada” explica todos os detalhes.

Kathleen Peterson veio parar ao fundo da escada ensanguentada e sem vida

De acordo com a descrição feita pelo meio, o casal comprou uma casa em 1992, casando cinco anos depois. Michael Peterson tinha-se separado e tinha dois filhos biológicos e duas filhas adotivas, enquanto Kathleen, que trabalhava como executiva de telecomunicações, tinha uma filha, Caitlin (interpretada por Olivia DeJonge).

No dia do assassinato, a 9 de dezembro de 2001, Michael e Kathleen tinham aparentemente passado o dia a fazer compras de natal. Abriram algumas garrafas de vinho, jantaram e comemoraram um boa notícia: Hollywood tinha demonstrado interesse em adaptar o trabalho do escritor.

Na mesma noite, Kathleen recebeu uma chamada de um colega de trabalho e, segundo as afirmações do marido, ele estava perto da piscina a fumar. Além destas informações, não há certezas do que se poderá ter acontecido. Mas uma coisa é certa. Kathleen morreu e foi encontrada no fundo das escadas em casa. Perante o sucedido, o romancista ligou às urgências, dizendo que a mulher tinha sofrido um acidente, mas ainda estava a respirar.

A polícia dirigiu-se ao local e encontrou Kathleen numa poça de sangue. Pela brutalidade do crime, os especialistas no local afirmaram que não parecia de todo um acidente, como o marido tinha afirmado.

Um ano depois saiu o relatório da morte, indicando que Kathleen Peterson tinha sido espancada até à morte. Michael, que negava qualquer agressão, foi acusado de assassinato em primeiro grau, em julho de 2003, e condenado a prisão perpétua. Os filhos e a enteada defenderam-no.

Quando o julgamento começou foi ficando cada vez mais difícil de provar o caso enquanto acidente, como os especialistas tinham avisado após analisarem a propriedade do casal e verificarem que havia muito sangue para uma queda numa escada de madeira. Além disso, era intrigante o facto de o sangue junto da vítima estar seco, denunciando que a chamada para as urgências não foi realizada logo após a queda.

Testes realizados em laboratório mostraram ainda que a morte não foi imediata. Onde estava Michael durante esse tempo? Toda a cena não condizia com a história contada pelo marido.

No julgamento houve também, por parte de testemunhas de acusação, depoimentos de que Peterson tentou limpar uma grande mancha de sangue que tinha na frente dos calções que vestia. Havia também manchas na porta da frente da casa sugerindo que alguém teria saído ensanguentado. Toda a situação parecia encenada por um assassino calculista e criativo. Alegações sobre a sexualidade de Michael vieram piorar ainda mais a sua situação neste que foi um crime diversas vezes noticiado e comentado publicamente.

Veja o trailer

São estes e outros detalhes que “The Staircase” promete explorar, mostrando a vida familiar e pública dos Peterson na Carolina do Norte até à morte suspeita da matriarca.

Michael Stuhlbarg, Juliette Binoche, Dane DeHaan, Olivia DeJonge, Rosemarie DeWitt, Tim Guinee, Patrick Schwarzenegger, Sophie Turner, Vincent Vermignon, Odessa Young, Parker Posey e Joel McKinnon Miller são nomes confirmados no elenco.

Antonio Campos (The Sinner) e Maggie Cohn (American Crime Story) assinam como showrunners e argumentistas da produção. Campos ficou responsável também por realizar seis episódios.

Não é a primeira vez que este caso verídico é mostrado ao público, tendo sido exibida entre 2004 e 2018 a série documental “Soupçons” (na tradução portuguesa, “A escadaria”). Serviu também de inspiração para um episódio da série “Cold Case”, transmitida entre 2003 e 2010, e para a primeira temporada de “Trial & Error”, estreada em 2017.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.