Ano novo não tem obrigatoriamente de ser sinónimo de vida nova — mas pode ser o pretexto de que precisa para revolucionar a sua rotina. A MAGG procurou saber até que ponto é bom rever o ano que passou e traçar novas metas e a conclusão é simples: é positivo, mas há que saber fazê-lo e não há nenhuma receita mágica para alcançar a dose certa de motivação.

Mas, atenção: o conteúdo que consome pode ajudar neste processo.

É bom rever o ano que passou e traçar objetivos para o ano seguinte? Psicóloga responde
É bom rever o ano que passou e traçar objetivos para o ano seguinte? Psicóloga responde
Ver artigo

Desde o segredo para deixar de ser um mestre da procrastinação às dicas de Marie Kondo para arrumar as prateleiras e as emoções, reunimos cinco conteúdos que tem (mesmo) de ver para arrancar 2022 da melhor forma.

TED Talk. "Dentro da mente de um mestre da procrastinação" (Youtube)

"Só mais cinco minutos" que se traduzem em horas desperdiçadas, tarefas acumuladas e falta de motivação: é esta a realidade de quem não consegue superar a vontade de procrastinar.

Nesta TED Talk, Tim Urban, formado em Harvard, partilha uma visão divertida do que é, em termos práticos, a procrastinação e de como esta pode condicionar o nosso dia a dia.

Numa conversa de 14 minutos, Urban recorre à ironia, ao humor e a um inusitado leque de personagens para explicar o que motiva a procrastinação e o que pode ser feito para a contornar. Tudo isto numa TED Talk que está disponível no Youtube.

"Marie Kondo - A Magia da Arrumação" (Netflix)

Superada a procrastinação, chega à hora de arregaçar a mangas e a série "A Magia da Arrumação", protagonizada pela especialista japonesa Marie Kondo, reune tudo o que precisa de saber para manter a casa (e vida) arrumadas.

Desde a organização de objetos por tamanho ou pela regularidade de utilização a formas eficientes de dobrar roupa e de organizar sapatos, Kondo revolucionou o mundo da arrumação com dicas práticas e intuitivas.

Tudo começa com a arte de 'destralhar' e eliminar todos os objetos desnecessários, mas as dicas não fica por aqui. A série está disponível na plataforma de streaming Netflix, desde 2019.

"Minimalismo: um documentário sobre as coisas importantes" (Netflix)

Às vezes, menos é mais, mas torna-se complicado perceber o que é (ou não) indispensável. "Minimalismo: um documentário sobre coisas importantes" desmistifica o conceito, enquanto funciona como adepto passivo das loucuras que o consumismo espoleta.

Durante 1h18, convida o espectador a viajar entre o desconforto provocado pelo caos da Black Friday nos Estados Unidos e a paz de quem vive exclusivamente com o indispensável. Mas não só.O documentário acompanha ainda a digressão de divulgação do livro "Tudo o que resta: um livro de memórias dos minimalistas"(“Everything that remains: a memoir by the minimalists”, em inglês), escrito por Ryan Nicodemus e Joshua Fields Millburn, que espelha a realidade dos autores, conhecidos por "os minimalistas".

Disponível na Netflix, a produção de Matt D'Avilla reune opiniões de especialistas do ramo da saúde, moda sustentável, enconomia e sociologia, enquanto, em simultâneo, apresenta o testemunho de quem se rendeu ao estilo de vida minimalista.

"Sparking Joy" (Netflix)

Já pode arrancar o novo ano com a cabeça (e vida) em ordem. Isto porque há uma nova Marie Kondo a descobrir na série da Netflix "Sparking Joy" — a especialista que, além das divisões da casa, também quer arrumar as nossas emoções.

Ao longo de três episódios, cada um com cerca de 40 minutos, a consultora trabalha com os proprietários de um centro de jardinagem; um empresário de cafetaria; e um voluntário da igreja com um problema de roupa, numa luta complexa contra prateleiras e relacionamentos desarrumados.

Sem spoilers, sim, há drama e sim, há choro. Para ver na plataforma de streaming Netflix.

TED Talk. "A linguagem corporal pode moldar quem somos" (Youtube)

Com a casa e a vida devidamente organizadas, sem objetos desnecessários pelo caminho, está na hora de se focar na sua linguagem corporal. Porquê? Porque tende a ser a chave para uma melhor vida amorosa, social e profissional, já que a pesquisa da psicóloga e autora Amy Cuddy mostra que a postura certa pode mudar não só a nossa perceção pública, como também a química corporal.

Nesta conversa de 20 minutos, a especialista aprofunda a importância da postura e explica como uma atitude confiante pode influenciar a forma como os outros nos vêem. Todos os truques e dicas de Amy Cuddy estão nesta ted talk, que está disponível no Youtube.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.