A 74ª edição do Festival de Cinema de Cannes terminou este sábado, 17 de julho no Palais des Festivals et des Congrès, na Riviera Francesa. Após o adiamento do festival em 2020, devido à pandemia, o prestigiado certame dedicado à Sétima Arte voltou a exibir o que de melhor se faz no cinema mundial.

Das 24 obras que fizeram parte da seleção oficial do júri (e que incluíram filmes de realizadores como Kirill Serebrennikov e Nanni Moretti), a MAGG selecionou cinco filmes que se destacaram, quer pela crítica, quer pelos prémios arrecadados.

"Titane"

A realizadora Julia Ducournau abalou o festival com o seu filme "Titane", protagonizado por Agathe Rousselle. Esta história retrata uma mulher perdida, Alexia, que tem uma placa de titânio na cabeça e que, mais à frente, fica grávida. Também acompanhamos uma série de crimes inexplicáveis e o reencontro de um pai com o seu filho que estava desaparecido há dez anos.

De "Anette" a "Titane". 5 filmes que brilharam no Festival de Cannes e que não vai querer perder
De "Anette" a "Titane". 5 filmes que brilharam no Festival de Cannes e que não vai querer perder
Ver artigo

Segundo Anna Smith, crítica do site "Deadline", a atriz Agathe Rousselle é dinâmica como a sua personagem, Alexia. Ainda destaca a cena em que "Alexia tem um encontro sexual com/em um veículo" e que acaba por levar a diversas consequências. Anna Smith não deixa de elogiar a banda sonora, dizendo ainda que "o lado feminino e a fecundidade" são os temas principais abordados em "Titane".

Julia Ducournau venceu a Palma de Ouro, tornando-se a segunda mulher a vencer a maior distinção do Festival de Cannes. Antes, apenas a realizadora neozelandesa Jane Campion tinha conquistado este prémio, em 1993, com o filme "O Piano". "Titane" deverá chegar às salas de cinema portuguesas pela mão da distribuidora Alambique, embora ainda não haja data definida.

"Annette"

"Annette", do realizador francês Leos Carax, marcou o início do Festival de Cannes. Protagonizado por Adam Driver e Marion Cotillard, o filme conta a história de Henry, um comediante de stand-up com sentido de humor e intenso, e Ann, uma cantora famosa a nível mundial. O nascimento da sua primeira filha, Annette, mudará as suas vidas devido ao um dom. "Annete" chegou às salas de cinema portuguesas a 8 de julho.

"Casablanca Beats"

Protagonizado por Anas Basbousi e realizado pelo diretor francês Nabil Ayouch, "Casablanca Beats" conta a história de jovens talentosos que são incentivados pelo novo professor a viver as suas paixões ligadas às artes, como é o caso do hip-hop. É o primeiro filme de Ayouch a chegar à competição do Festival de Cannes. O filme ainda não tem data de estreia em Portugal.

"Benedetta"

Realizado pelo realizador holandês Paul Verhoeven, "Benedetta" conta com a atriz Virginie Efira no papel principal. O filme decorre em Itália, no século XVII, e conta a história de uma jovem freira que sofre de visões eróticas. Após essa situação, a jovem começa a ser acompanhada por uma outra freira e acabam por viver um romance.

O crítico Todd McCarthy, do "Deadline", descreve este filme como "selvagem, inteligente, provocador e com uma vibração positiva". O facto de ocorrer na região da Toscana, no final dos anos 1600, "imediatamente estabelece que este não será um olhar direto e reverente da vida do convento".

"Memoria"

"Memoria", do realizador tailandês Apichatpong Weerasethakul, é protagonizado por Tilda Swinton e acompanha a história de Jessica, uma mulher britânica que vive em Medellín, Colômbia. Um dia, de visita à irmã Karen,  que se encontra hospitalizada, Jessica começa a ouvir estranhos ruídos a questionar-se sobre a sua origem.

"Memoria" ainda não tem data de estreia nos cinemas portugueses.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.