Kate e William cumprem o quinto dia da visita oficial às Caraíbas e, como é costume, os looks da duquesa de Cambridge são um dos temas mais comentados e noticiados. À chegada à Jamaica, esta terça-feira, 22 de março, a duquesa de Cambridge usou um deslumbrante vestido midi amarelo, uma criação da estilista britânica Roksanda.

O vestido foi também usado para um encontro dos duques com o governador geral da Jamaica, Patrick Hallen. A criação terá sido feito à medida e é uma versão do vestido Brigitte, cujo preço ronda os 1390€. A mulher do príncipe William complementou o look com sapatos de salto alto Aquazzura, uma clutch Ferragamo clutch e brincos Sézane.

Já esta quarta-feira à noite, os duques foram os convidados de honra num jantar oferecido pelo governador geral da Jamaica. Para o evento formal, Kate Middleton deslumbrou num vestido de gala com os ombros a descoberto, uma criação da sua estilista de eleição, Jenny Packham. A duquesa de Cambridge combinou o visual com brincos e pulseira com esmeraldas da coleção particular da rainha Isabel II.

Kate Middleton usa vestido em segunda mão no primeiro dia de visita à Jamaica
Kate Middleton usa vestido em segunda mão no primeiro dia de visita à Jamaica
Ver artigo

A visita dos duques de Cambridge à Jamaica está a gerar controvérsia. Kate e William foram recebidos com protestos de ativistas que não só pretendem que os membros da monarquia britânica falem publicamente sobre a escravatura durante o tempo do colonialismo britânico como também exigem que o país seja indemnizado.

William, segundo na linha de sucessão ao trono britânico, falou sobre o tema no discurso que proferiu durante o jantar no palácio do governador geral da Jamaica. "Concordo totalmente com o meu pai, o príncipe de Gales, quando disse, no ano passado, nos Barbados, que a terrível atrocidade da escravatura mancha a nossa História. Quero expressar a minha mais profunda tristeza. A escravatura foi abominável. E nunca devia ter acontecido". Os Barbados, país das Caraíbas e ex-colónia britânica, foi o primeiro membro da Commonwealth a decidir deixar de ter a rainha Isabel II como chefe de Estado, o que aconteceu em dezembro de 2021.

Veja aqui as fotos

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.