Luís Carvalho personifica o que a ModaLisboa é: uma rampa de lançamento para jovens designers e uma montra para os estilistas que já se encontram estabelecidos. E, podemos dizê-lo com toda a confiança, Luís Carvalho acaba de se tornar um veterano na moda portuguesa.

Claro que o estilista já vestia nomes como Cláudia Vieira ou Maria Cerqueira Gomes em vários momentos televisivos, mas agora apresentou uma coleção que, se tivéssemos de apresentar uma avaliação, teria sido um sólido 10 em 10. Porquê? Vamos já explicar.

Bright é o nome da coleção que se queria clara, positiva, viva e fresca — e aconteceu ter realizado tudo o que prometeu. O designer criou uma coleção que tinha um equilíbrio perfeito entre o lado masculino e feminino. O primeiro materializou-se nos cortes, linhas retas, acentuadas e poucas formas redondas. As peças eram estruturadas e volumosas. O lado feminino trouxe as cores, que variavam do branco ao azul bem escuro, com um toque de rosa forte, e até o apontamento das lantejoulas não foi esquecido.

O amor veio à ModaLisboa pela mão de Ricardo Preto
O amor veio à ModaLisboa pela mão de Ricardo Preto
Ver artigo

Se isto podia ter sido uma coleção pouco coesa com várias formas, feitios, silhuetas e materiais? Podia, mas Luís Carvalho tornou-a na coleção perfeita onde não há uma peça que não queiramos a viver no nosso armário. Antes do desfile, encontrámos a atriz Inês Castel-Branco que nos desvendou que havia um vestido no qual se “casava” e outros tantos looks que queria levar a eventos futuros. Nós, percebemos, Inês. Percebemos e sentimos exatamente o mesmo.

O nosso destaque vai para um vestido comprido, com um decote vertiginoso, com detalhes como folhos nas mangas e na zona da cintura, mas também para o conjunto que a atriz estava a usar aquando da entrevista que continha um pequeno top, um blazer com mangas volumosas e umas calças pantalonas.

Também não podemos deixar de destacar todas as peças que desfilaram com riscas brancas e azuis — que é o padrão perfeito para as épocas mais quentes. Mas falando de padrões. Também não podemos deixar de falar do padrão floral, ainda que monocromático, que se apresentava em blazers ou saias pelo joelho. E o blazer branco com riscas às lantejoulas? É melhor nem falar nele.

Está a ver como é complicado eleger a peça preferida? Mas não tome a nossa palavra por garantida e mergulhe nos looks que o criador propôs para a próxima primavera/verão.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.