Parece estranho pensar que, há uns anos, aproveitava todas as viagens de amigos e conhecidos ao Brasil para abastecer o stock de fatos de banho e biquínis. De há uns (bons) tempos para cá, as marcas portuguesas de swimwear revolucionaram o mercado e, apesar de ser preciso alguma poupança para comprar produtos deste tipo, a qualidade das peças e designs de encher o olho falam por si.

Cantê inspira-se na cultura havaiana e lança novos biquínis. Conheça as peças já disponíveis
Cantê inspira-se na cultura havaiana e lança novos biquínis. Conheça as peças já disponíveis
Ver artigo

E uma das marcas nacionais mais reconhecidas no segmento, a Latitid, não é nova nestas andanças: em 2022, a marca criada pelas irmãs Inês e Marta Fonseca e Maria Fernanda Santos comemora uma década de existência, motivo mais do que válido para fazer uma retrospectiva e apostar numa coleção que recupera os modelos mais icónicos das linhas da Latitid lançadas nos últimos dez anos.

The Iconics é assim "uma ode aos modelos mais icónicos lançados pelo projeto orgulhosamente made in Portugal", salienta a marca em comunicado, que regressam com novas variações de estampados e a qualidade de sempre. A coleção é composta por dez modelos, um por cada ano de existência da marca. Entre biquínis e fatos de banho, existem três a quatro variações de cor para cada modelo, estampados ou lisos, e, pela primeira vez na história da Latitid, é possível conjugar diferentes tamanhos de partes de cima e partes de baixo em determinados modelos.

A nova coleção, com preços compreendidos entre os 98,50€ e os 130€ e disponível em tamanhos do S ao LL (equivalente a XL) consoante os modelos, já está à venda online no site da Latitid e nas três lojas físicas da marca: em Lisboa (na Embaixada, na Praça do Príncipe Real, 26), no Porto (Rua Senhora da Luz, 81) e na Comporta (Casa da Cultura, Rua do Secador, 6).

Espreite os modelos da nova coleção The Iconics da Latitid

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.