Comecemos com aquilo que nunca, em circunstância alguma, deverá fazer: tomar um ben-u-ron, antes de se deitar, numa noite em que abusou do álcool. É que vai estar a pôr a vida em risco. E porquê? De forma muito simples: tanto o paracetamol como o álcool utilizam a mesma enzima do fígado no processo de metabolização. Ou seja, quando estes dois componentes coexistem no seu organismo, há um enorme risco de intoxicação e potencial falência hepática, porque um deles ficará a boiar no seu corpo, enquanto está em fila de espera.

O café ajuda mesmo a diminuir o efeito de uma bebedeira? 10 verdades e mentiras sobre o álcool
O café ajuda mesmo a diminuir o efeito de uma bebedeira? 10 verdades e mentiras sobre o álcool
Ver artigo

Posto isto, segundo conselho: não beba até cair para o lado, que isso não faz bem a ninguém, não é divertido para si, para quem está consigo, sendo possível que acorde a 1 de janeiro com uma amnésia desgraçada.

Agora, para uma ingestão consciente de bebidas alcoólicas, deixamos alguns conselhos que poderá seguir antes de iniciar a noite de copos que celebra o início do ano. Diminuem a sensação de mal-estar de um corpo cansado, que, dizemos nós na teoria popular, se vai agravando com a idade — a realidade, é que a ciência nunca chegou a comprovar isso.

A ressaca fica mesmo pior com a idade?
A ressaca fica mesmo pior com a idade?
Ver artigo

Adiante. Seguimos para as dicas. Tome nota.

1. Reforce os micronutrientes antes de dar início à festa

Além de as ressacas serem causadas pela desidratação atroz num corpo ressequido, há outro aspeto importante. O álcool é um radical livre, ou seja, provoca stresse oxidativo, sendo lesivo para as células. Estes radicais livres são combatidos por antioxidantes (presentes em várias frutas, como mirtilos ou morangos, por exemplo) que, pela altura em que começa a beber muito, já não terão força suficiente para o proteger, explica um estudo publicado na revista científica Metabolism: Clinical and Experimental.

As vitaminas do complexo B também são aqui particularmente importantes, porque desempenham uma função na transformação da comida em energia. Elas desaparecem com a ingestão de álcool, diz o National Institutes of Health. Por isso, antes de seguir para a borga, convém que faça um reforço deste micronutriente.

2. Não beba de estômago vazio

É uma regra básica, mas convém relembrar, porque o entusiasmo da noite de passagem de ano frequentemente varre-nos da memória esta etapa da noite. É como se diz: forre o estômago. Caso contrário, o álcool passa dos seus intestinos diretamente para a corrente sanguínea, o que potencia ainda mais o seu efeito e consequente ressaca, explica à "Cosmopolitan", Robert Swift da Brown University.

3. Vá ao ginásio antes da grande noite

A teoria é muito simples: se se cansar no ginásio e for para a festa a sentir-se relaxado e ligeiramente molengão, não vai estar com aquela energia e excitação loucas que o fazem beber demasiado. Não. Vai conseguir perceber melhor qual é o limite e, assim, poupa-se à desgraça do dia seguinte. No fundo, vai divertir-se, mas com mais cabeça.

4. Saiba escolher as bebidas — e não misture

Outro B-A-BA da coisa, mas vale a pena reforçar: cerveja e vinho são melhores do que bebidas brancas. Bebidas brancas são melhores do que bebidas escuras, como whiskey. Escolha um e seja-lhe fiel. Outra coisa: se misturar com sumo, escolha os naturais, aos refrigerantes — o corpo agradece, por todos os motivos.

5. Dance muito

Se é uma pessoa de gostos boémios, sabe bem a diferença entre beber sentado e beber em movimento. Se passar a noite inteira e virar copos de rabo na cadeira, quando se levantar é possível que aterre no chão, sendo que no dia seguinte é provável que não passe da cama. Por outro lado, se soltar o dançarino que há em si, além de gastar mais energia, vai beber menos, porque a arte de manusear o copo enquanto se dá um bom passo de dança não é para todos.

6. Beba água, mas calma

Ir intercalando bebidas alcoólicas com água é meio caminho para passar bem o dia seguinte. Mas tenha calma, porque, hidratando-se em excesso, vai passar a noite a levantar-se para ir à casa de banho e a falta de sono é inimiga de uma ressaca feliz.

7. Capriche na rotina de beleza antes de dormir

Não alivia o físico, mas alivia a alma. Acordar, olhar ao espelho e ver um panda, tal é a borra do rimel em torno dos olhos,  não faz bem ao espírito. Encarar-se com uma pele cansada, com restos de base e de blush também tem potencial para nos fazer perder alguma humanidade. Por isso, ao chegar a casa, faça tudo o que tem a fazer: lave bem a cara, passe o tónico e o hidratante. Vai sentir-se melhor ao acordar.

Newsletter

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.