É uma espécie de meca para quem quer comprar biológico e sem desperdício. Foi a primeira loja do País dedicada ao granel e não há quem não a tenha como inspiração nisto do comprar de forma mais sustentável.

Falamos, claro, da Maria Granel, uma loja que já se transformou em duas — uma em Alvalade, a pioneira, e uma outra em Campo de Ourique — e que se prepara agora para fazer mais contas de multiplicação. É que às lojas física, Eunice Maia, a fundadora, junta agora a vertente online, disponibilizando um site totalmente renovado que abrange duas grandes áreas: alimentar (produtos a granel com certificação biológica) e acessórios sustentáveis e sem plástico.

Já há muito que Eunice recebia pedidos de outras zonas do País que queriam ter acesso aos produtos que tem em stock e, impulsionada pelos meses que nos obrigaram a apostar nas compras online e nas entregas em casa, decidiu finalmente concentrar-se na vertente de e-commerce.

Eunice Maia

Mas esta não é só mais uma loja online de produtos sustentáveis. Mais uma vez, marca a diferença por ter, para cada produto, a informação nutricional e até ideias de receitas para que possa aproveitar aquele ingrediente ao máximo. Por exemplo, se quiser comprar açúcar de coco, saiba que pode usá-lo para fazer umas bolachas de aveia e alfarroba, criadas pela Vânia, autora do Made By Choices.

Eunice Maia, criadora da Maria Granel: "Tenho uma loja, mas não incentivo ao consumo"
Eunice Maia, criadora da Maria Granel: "Tenho uma loja, mas não incentivo ao consumo"
Ver artigo

Eunice Maia explica, em comunicado, a importância de saber a origem de cada produto — informação essa que também está disponível na compra de qualquer ingrediente. "Identificámos empresas, herdades, quintas e cooperativas (todas com certificação) que nos cedem todos os dias o que de melhor se produz na agricultura biológica. Trabalhamos também de perto com produtores e fornecedores que receberam um selo de garantia de comércio justo", refere.

Sabendo não só da pegada de carbono associada à compra online, mas também do impacto ambiental envolvido em toda a cadeia de produção até aos produtos chegarem à loja, a equipa Maria Granel desenvolveu com a sociedade Ponto Verde Serviços uma exaustiva análise de desempenho ambiental que efetua o cálculo desta pegada para cada categoria de produto, apresentando-o ao consumidor.

Quem finaliza a encomenda encontra também no carrinho a pegada da expedição.  Anualmente, este impacto é monitorizado e compensado através de doações a duas instituições: Reflorestar Portugal (projeto dedicado à reflorestação) e Ocean Alive (projeto dedicado às florestas marinhas).  Além disso, as expedições promovem a reutilização de caixas e materiais de encomendas recebidas de fornecedores, produtores e até de clientes. E até a fita adesiva utilizada é ecológica, sem solventes e compostável.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.