A Apple manteve a tradição e aproveitou o mês de setembro para divulgar as novidades. Por isso, esta quarta-feira, dia 7, a marca apresentou o novo catálogo de produtos que vão chegar ao mercado até ao final do ano. Ainda que tenham sido anunciados vários aparelhos, o protagonista foi, como sempre, a nova geração de telemóveis.

No evento deste ano, Tim Cook apresentou o iPhone 14, que vai estar disponível em dois tamanhos. Não, os modelos mini (de 5,4 polegadas) não vão voltar, uma vez que foram descontinuados – a novidade é, literalmente, maior. Além de o iPhone estar disponível num modelo de 6,1 polegadas, a Apple apresentou também o novo iPhone 14 Plus, com um ecrã de 6,7 polegadas.

Se tem um iPhone 13 e um upgrade faz parte dos seus seus planos, talvez as mudanças (ou faltas delas) não sejam assim tão animadoras. Além de o design ser o mesmo a que a empresa já habituou os consumidores desde 2019, os telemóveis vêm equipados com o chip A15, os mesmos da geração passada. O sistema de câmara dupla continua a sobreviver anos após ano, assim como o sensor de 12 megapíxeis, desde o iPhone 12. A única mudança significativa prende-se com a câmara frontal, que foi atualizada com uma funcionalidade de focagem automática.

Se, mesmo assim, não consegue resistir à tentação de ter o modelo mais recente, convém saber quando é que será possível comprá-lo – e por quanto. Em Portugal, o iPhone 14 vai estar à venda a partir do próximo dia 16 de setembro e vai custar a partir de 1.039€.

Já o modelo Plus só vai poder ser adquirido a partir de dia 7 de outubro, com um valor inicial de 1.189€. Mais uma vez, a Apple leva a cabo um aumento dos preços dos smartphones, sendo que, no ano passado, aquando do lançamento, o iPhone 13 custava menos de mil euros.

As mudanças podem ser mais promissoras nos modelos Pro, também apresentados no evento. Uma das grandes novidades foi a câmara principal, cujo sensor conta agora com 48 megapíxeis (mais 36 megapíxeis que a câmara do iPhone do ano passado). Isto representa um salto no que à qualidade de fotografia e vídeo diz respeito – e esta pode ser uma razão suficiente para se despedir do seu telemóvel antigo.

Fora isso, esteticamente, a diferença continua a não ser abismal, tendo levado a filha de Steve Jobs a ridicularizar o novo modelo. Contudo, o “notch” (a parte superior que contém a câmara frontal e os sensores) ganhou um novo nome – agora, a Apple apelida-o de “ilha dinâmica”. Isto porque, através de animações, tem como objetivo dar mais vida a esse espaço, que, nas gerações anteriores, não tinha qualquer utilidade.

A nível interno, os novos iPhones (14 Pro e 14 Pro Max) vêm com um novo chip A16, que, por sua vez, acarretam outra funcionalidade – um “always-on display”, que permite que o ecrã mostre informação sem que nunca se desligue realmente, há muito antecipado pelos consumidores da marca.

Aquilo que, por outro lado, nunca é antecipado é o preço – o iPhone 14 Pro vai começar nos 1.349€ e o Pro Max nos 1.499€ , estando disponíveis para compra já a partir do próximo dia 16 de setembro.

Também há um novo Apple Watch e novos Airpods

Apesar de as estrelas serem os novos iPhones, o evento começou com a apresentação da nova série de relógios da marca. Por isso, a partir de dia 16 de setembro, pode comprar o Apple Watch 8, a partir dos 509€.

Quanto às novidades, além das típicas melhorias da bateria e do brilho do ecrã, houve um foco especial no público feminino – estes novos dispositivos vão ter uma tecnologia que viabiliza a  monitorização do ciclo menstrual com mais rigor, nomeadamente a ovulação.

Há ainda uma nova funcionalidade, que vai tornar a sua condução mais segura: o relógio vai utilizar o acelerómetro e o giroscópio integrados para detetar possíveis colisões e impactos – e até notifica os serviços de emergência de forma automática, bem como os contactos que escolheu para o acudirem nestas situações.

iPhone 14. Filha de Steve Jobs usa um meme para ridicularizar lançamento da Apple
iPhone 14. Filha de Steve Jobs usa um meme para ridicularizar lançamento da Apple
Ver artigo

Mas a saga dos acessórios não ficou por aqui. A empresa apresentou o Apple Watch Ultra, um relógio mais resistente e concebido para ser útil aos desportistas radicais. Este modelo tem um novo botão para ações rápidas, um sensor de GPS mais preciso e pode ainda ser utilizado como computador de mergulho. Se é adepto deste género de desportos, a partir de 23 de setembro, por 1.009€, este relógio poderá ser o seu novo companheiro.

Também uma nova geração dos AirPods Pro está aí à porta. Estes auriculares vão ter um novo chip e prometem melhorar o perfil de som a que se propuseram em edições passadas. Além do perfil de som de 360º, o cancelamento de ruído foi melhorado e, agora, pode até incluir comandos para controlar o volume. Por isso, se estava a precisar de uma desculpa para ouvir música com qualidade, a partir do próximo dia 23, esta nova edição de auriculares pode ser sua por 299€.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.