Passava pouco das 10 horas quando já estávamos sintonizados na SIC e preparados para ver como seriam as manhãs da SIC sem Cristina Ferreira. Foi então que, estranhamente, ouvimos: "Ó, Ben. Ó, Ben. Ben?". Como assim? Então a Cristina sai mas continuamos a ouvir-lhe a voz? Será que está de volta? Não, mas quase. É que a imitação de Joana Pais de Brito é quase perfeita.

Confusão esclarecida, é a vez de João Baião e Diana Chaves assumirem as rédeas de uma manhã que acontece numa "Casa Feliz", nome do novo programa (cuja conta de Instagram é a mesma d'"O Programa da Cristina", mudando apenas o nome).

Cristina Ferreira muda de visual para assinalar regresso à TVI — veja como ficou
Cristina Ferreira muda de visual para assinalar regresso à TVI — veja como ficou
Ver artigo

Joana Pais de Brito ainda se mantém em cena, para que a transição doa menos e, durante uns minutos, é como se a verdadeira Cristina ali estivesse. Nada lhe escapa, nem os decibéis elevados, as expressões como "olha lá" e ainda os gestos: o olhar de soslaio para a câmara, as unhas grandes e o juntar do polegar e indicador enquanto está a falar.

casa feliz

Contudo, apesar de usar o casaco preto com adornos em dourado de outros programas e o mesmo tipo de cabelo, Diana Chaves começa desconstruir a farsa.

"Estás diferente. Estás mais baixa", disse Diana Chaves, e João Baião acaba com o teatro: "Tu não és nada a Cristina Ferreira. És é aquela grande atriz Joana Pais de Brito". Despachado o assunto, começa um corrupio de convidados. Tantos, que mal tivemos tempo para apontar o nome e apelido de cada um. Mas está cá tudo.

Antes disso, é preciso falar do momento em que foi "oficializada" esta nova fase da casa, uma réplica da verdadeira casa da ex-apresentadora das manhãs da SIC. Depois do comentário de Daniel Oliveira aquando a saída da apresentadora — "a Cristina passa a ser a nossa concorrente direta", a expectativa sobre esta mudança é de tensão.

No entanto, tudo foi levado com humor e sinceridade: "A Cristina Ferreira foi durante algum tempo muito feliz com esta equipa", diz João Baião, acrescentou: "É esta felicidade que queremos que seja o lema desta casa", desejando ainda que Cristina "seja muito feliz".

O teatro continuou

Não é novidade que as interpretações já faziam parte do cunho da casa da estação de Paço de Arcos. A Dona Odete foi embora para dar lugar ao verdadeiro Baião, mas se não há ainda novos protagonistas no horário diurno, vêm os do horário nobre.

E não é que apesar de ainda serem quase 11 horas, aparece Toni (José Afonso Dias Pimentel), da novela "Nazaré" com uma caixa de robalos? Não é o mais agradável para começar a manhã, mas o descaramento de Toni aliviou a tensão e serviu para vermos respondidas todas as perguntas que ficaram desde que foi lançada a "bomba" da saída de Cristina Ferreira da SIC esta sexta-feira, 17 de julho.

casa feliz

"Então mas vocês é que vão segurar isto?", "mas nem levou os canecos nem nada?", "e avisou-se o senhorio?", perguntou Toni. Tudo o que esperávamos eram respostas certeiras, uma afirmação dos lugares dos novos apresentadores, mas a reação foi apenas uma: "Pois, parece que sim", disse Diana Chaves.

"Parece" é que tudo isto ainda é muito novo. Mas nota-se um esforço para mostrar trabalho. A certa altura chegámos a pensar que no primeiro dia a campainha iria ficar gasta de tanto tocar. Por falar nisso, depois de Toni veio José Figueiras para levar alguns apetrechos para o seu programa. Agora que a Cristina já não manda nada, Diana assumiu o comando: "O que te dava jeito?", perguntou ao apresentador de "Alô Portugal", o programa que antecede ao novo "Casa Feliz".

Levou uma manta para Ana Marques, um candeeiro e mais algumas coisas para "tornar o meu apartamento feliz", disse. Se isto foi ou não teatro, basta conferir se o cenário do programa de amanhã se alterou.

Mas não foi só o apresentador José Figueiras que se apoderou da ex-casa de Cristina Ferreira. João Paulo Sousa e Raquel Tavares dormiram, digamos, na casa e levantaram-se a reclamar do barulho — e muito tempo resistiram aos gritos da falsa Cristina e ao toque constante da campainha. Deparam-se então com João Baião, Diana Chaves e ainda com José Figueiras, que entretanto foi esquecido por estar a acontecer tanta coisa ao mesmo tempo.

De surra lá saiu Figueiras e seguimos para o novo plano: "Meninos, a casa é nossa! Vamos tomar um grande pequeno-almoço", diz Baião a assumir o território. Quem ainda não estava familiarizado com o espaço era Diana Chaves que quase parecia uma barata tonta a abrir e fechar gavetas até perguntar: "As facas?". Vamos com calma, Diana.

O auge da interpretação aconteceu quando até o jornalista João Moleira apareceu para apresentar um mini-telejornal de modo a esclarecer informações que Liliana Campos e Zé Lopes, que se instalaram entretanto na sala, tinham revelado sobre o primeiro-ministro, António Costa.

"Costa trocou os sapatos de pele por uns sapatos com especial sola de cortiça", ler com tom sério de João Moleira, que acrescentou à notícia que o primeiro-ministro até levou para a cimeira em Bruxelas máscaras de diversos padrões, incluindo o Galo de Barcelos, para mostrar os produtos nacionais lá fora. Apesar de ser segunda-feira, não foi um fact-check do Polígrafo, mas quase.

Histórias, celebridades e até um cão famoso no primeiro dia sem Cristina Ferreira

Se não fosse o nome "Casa Feliz", quase diríamos que a casa era o picar de ponto dos trabalhadores da SIC, tal foi o ritmo de entrada e saída dos convidados. Contudo, houve lugar para uma pausa de forma a apresentar o restaurante Moutados, de Domingos e Laurinda. A história destes dois proprietários que começaram do nada um negócio familiar, hoje com a filha Alice à frente da cozinha, arrancou com a habitual música sentimental e João Baião não escondeu a emoção.

Enquanto estava a recompor-se, Diana Chaves assumiu a conversa com Alice e o neto de Domingos e Laurinda, Luís, deixando de lado a timidez para poupar o colega. É que até ali foram poucas as palavras que se ouviram de Diana, que seguia fielmente João Baião para todo o lado e os braços por vezes cruzados não escondiam o desconforto.

A história do restaurante e os dotes de Alice foram o pretexto para se estrear a cozinha da agora "Casa Feliz". Rolinho de carne com puré de maça e feijão verde era a ementa, que não teve em conta o convidado seguinte: João Manzarra. O apresentador d'"Árvore dos Desejos" não foi sozinho, levou o seu cão, Maravilha, e lançou-se descontraído com um: "Cheirou-me a coisas boas", mal sabia o vegetariano aquilo que estava no tacho.

Quando soube o menu, disse despreocupado: "Ah, eu não como é disto". João Baião pouco familiarizado com as opções alimentares de Manzarra perguntou "o quê?" e Manzarra tentou desviar o foco: "Nada", diz, "o Maravilha come". Sem poder experimentar a carne que estava a ser preparada, não se acanhou e agarrou no que havia à mão, literalmente. "Tu estás a comer manga à dentada?", pergunta Diana a João Manzarra. E não é que estava? É até uma boa ideia, Manzarra, porque descascar a manga e separar ao meio pelo caroço dá um trabalho danado.

Se foi o facto de comer manga à mão ou não, não sabemos, mas Manzarra foi despachado num ápice (até doeu na alma): "Olha a Carolina! Adeus, Manzarra", disse João Baião. Entra então Carolina Patrocínio cujo papel era arrumar a casa, que segundo a mesma estava "uma bagunça" — o que revela que não só tem boa forma depois de quatro filhos, como uma casa sempre organizada apesar de toda a criançada.

A apresentadora do novo programa "What's UP TV", na SIC Mulher, começou a arrumar uns vestidos e lançou um comentário sobre a roupa e acessórios que vai passando de filha em filha e, agora, para o rapaz: "Sabes que o meu marido não é muito fã de vestir rosa no menino", disse Carolina para Baião. Esta conversa tinha pano para mangas, mas não foi planeado e a companhia já tocava outra vez.

Com decibéis a menos e umas horas abaixo no alinhamento relativamente ao antigo "O Programa da Cristina", aparece então Júlia Pinheiro, apresentadora do programa "Júlia". "O que se passa aqui? Um entra e sai, um entra e sai", pergunta no tom que lhe é característico. "Ate um cão vi aqui", disse, mal sabia Júlia, e nós, aquilo que estava para acontecer.

Não é que quando entra a atriz Carolina Loureiro para ensinar ioga, João Baião mostrou uma aptidão de invejar? A certa altura quando Carolina sugere fazer um pino de cabeça (chamado de invertida sobre a cabeça no ioga), Baião faz, estabiliza e assim se mantém durante largos segundos. Quem também permaneceu estática foi Júlia Pinheiro, que ficou sentada a olhar para os dois. Nem para fazer a cobra (outra posição do ioga) teve sorte: "Podias ter dito que ias fazer a cobra, porque trago um decote que as cobras não usam", disse Júlia a Carolina.

Apesar do ioga ser uma prática relaxante, o frenesim continuou. Seguiu-se Cláudia Vieira para falar sobre o novo programa "O Noivo é que Sabe" e ainda a jornalista Conceição Lino que levou consigo Susana e Maria Helena, para falar sobre a "Associação Mais Proximidade Melhor Vida: AMPMV", que apoia a população idosa residente na zona da Baixa de Lisboa e Mouraria.

Até aqui não sentiu falta de nada? 760? Mil e tal euros? Aproveite para ligar? João Baião foi tarde, mas a tempo de lançar o habitual passatempo, agora com o nome de "Casa Feliz".

O grand finale

Quando chega o meio-dia sabemos que é hora de apresentar os casos criminais, mas apesar da habitual seriedade de Hernâni Carvalho, este apareceu na nova casa a comer o puré de maçã da Alice e a falar sobre o facto de mesmo tendo chegado aos 60 anos na quinta-feira, 16, data assinalada ainda na presença de Cristina Ferreira, com esta idade ainda se surpreende.

"Chego aqui e vejo a Júlia Pinheiro a meditar". Depois do comentário lá passou para o tom sério. Os casos criminais desta vez já não têm os apresentadores do programa a guiar a discussão, como acontecia com Cristina Ferreira. Foi mesmo Hernâni a mediar a conversa.

O programa termina com Baião e Diana Chaves sentados à mesa, um prémio entregue ao Senhor Alfredo e um suspiro de dever cumprido e bem sucedido. "Foi uma manhã muito feliz. Toda a gente cá", concluiu João Baião. E mais fossem, mas um fim de semana para mudar a casa não dá para tudo.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.