Em 2022, o "The Ellen DeGeneres Show" vai terminar. O anúncio foi feito esta quarta-feira, 12 de maio, sendo o culminar de um ano controverso e de quebras nas audiências. E nem o anúncio do fim do programa correu bem, com o "The Daily Mail" a antecipar-se à apresentadora.

Horas depois, Ellen vinha a público revelar as razões que conduziram a esta decisão. "Venho anunciar que a temporada 19 será a minha última. Os últimos 18 anos mudaram a minha vida", começou por dizer, no início do seu talk show.

"Vocês mudaram a minha vida e estou para sempre grata a todos por verem o programa, por rirem, dançarem... às vezes chorarem. Este programa foi a melhor experiência da minha vida e devo-vos isso. Obrigada".

Ao "The Hollywood Reporter", a apresentadora disse que o formato "já não é desafiante". "Quando és uma pessoa criativa, precisas constantemente de ser desafiada - e por muito espetacular que seja este programa, por muito divertido que seja, já não é desafiante".

Desde 2003, Ellen DeGeneres foi a rainha do daytime. No entanto, em 2020, tudo mudou. Várias reportagens sobre os relatos de bullying por parte de três produtores executivos do programa (que levaram a uma investigação interna por parte da Warner Bors, produtora do formato), fizeram com que houvesse despedimentos e um pedido de desculpas público da apresentadora. Também nesta última temporada, as audiências do programa caíram 40% em relação ao ano anterior.

Em 2019, Ellem DeGenees já tinha mostrado vontade em terminar o formato. No entanto, nesse ano, renovou a ligação à Warner Bros por mais três anos. Esta quinta-feira, Ellen dará uma entrevista a Oprah Winfrey, onde explicará as razões do fim do programa.

Aos 63 anos, Ellen DeGeneres conhece assim um novo fim na sua carreira, algo a que, de resto, já está habituada. Nos anos 90, a apresentadora era protagonista da sitcom "Ellen".

elle degeneres

Em 1997, revelou durante uma entrevista a Oprah Winfrey, a sua orientação sexual. Seguiu-se uma capa da revista "Time" onde se podia ler "Yep, I'm Gay". E o que, há mais de 20 anos, podia ser visto como um acto de coragem, conduziu mais tarde ao cancelamento da "sitcom" e fim do contrato com a ABC.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.