Após duas ex-funcionárias do programa de Ellen DeGeneres revelarem o ambiente de bullying, xenofobia e racismo que se vive nos bastidores, a apresentadora regressa com um nova temporada do talk-show. No início da emissão, a comediante começou por fazer um pedido de desculpas e afirmar que este tipo de situação não pode voltar a acontecer.

“Se me estão a ver porque me adoram, obrigado", começou por dizer Ellen, acrescentando que "se estão a ver porque não gostam de mim, sejam bem-vindos”, referindo que estava à espera desta primeira emissão do programa para explicar o que se passou aos telespectadores.

“Aprendi que aconteceram coisas que não podem voltar a acontecer. Levo isto muito a sério, se desapontei alguém ou magoei os seus sentimentos, peço imensa desculpa", reiterou a também comediante, de 62 anos. "Sei que estou numa posição privilegiada e com isso vem imensa responsabilidade. E eu assumo-a sobre tudo o que acontece neste programa”, rematou Ellen DeGeneres sobre o alegado ambiente tóxico vivido nos bastidores do "The Ellen DeGeneres Show".

Para iniciar um novo capítulo, Ellen referiu que foram feitas as "mudanças necessárias". O atual DJ do programa, Twitch, passou a ser coprodutor executivo, bem como outras alterações que foram feitas nos cargos de chefia.

Ellen DeGeneres diz estar "comprometida em garantir" que racismo não volta ao programa
Ellen DeGeneres diz estar "comprometida em garantir" que racismo não volta ao programa
Ver artigo

No que diz respeito às acusações de que não saberia o que se estava a passar nos bastidores do programa, a apresentadora defendeu-se: "Às vezes, estou triste, chateada, frustrada, impaciente e estou a trabalhar nisto tudo. Sou um projeto em progresso e tento sempre crescer como pessoa", frisou.

Recorde-se que o "The Ellen DeGeneres Show", um dos programas de maior audiência nos Estados Unidos da América, estreou-se em 2003 e, a partir daí, seguiram-se 18 temporadas. A apresentadora é o rosto de 270 funcionários, dos quais três produtores executivos já foram dispensados, no seguimento da investigação internada levada a cabo pela Warner Bros, produtora daquele programa.

Veja aqui o discurso de Ellen.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.