A nova edição do "Big Brother" já está em exibição na TVI e Alice Alves está de volta para conduzir os "Extra", à meia noite, acompanhada por um painel de comentadores.

Na segunda-feira, 12, Zé Lopes começa por revelar está feliz "com este casting, com os concorrentes escolhidos, com as histórias que eles trazem ao programa e as causas que eles defendem", mas Helena Isabel discorda. "Desculpa lá, mas quais causas? Ontem [na gala de estreia do "Big Brother"] parecia a Junta de Freguesia, cada um com a sua causa", contesta a comentadora, ironizando: "Se eu contasse as vezes que fui traída". Veja aqui o vídeo.

"Big Brother". Bruno fala sobre homens casados em aplicação para gays. "Isso é nojento"
"Big Brother". Bruno fala sobre homens casados em aplicação para gays. "Isso é nojento"
Ver artigo

O comentador esclarece que não se refere a esse "tipo de causas" e foca o discurso em Bruno Gomes D'Almeida, afirmando que o concorrente "levou a doação de sangue por parte dos homossexuais à Assembleia" [da República], o que "é uma grande causa".

Helena Isabel ironiza "Ai, uma grande causa...", mas Zé Lopes é assertivo: "É um tema estruturante e acho que deve ser debatido. E acho que a casa serve também para isso. Nós temos que ter concorrentes que nos deem sumo e que nos façam falar de coisas que têm que ser faladas". Para a vencedora da "Casa dos Segredos 6", "essas coisas devem ser faladas", mas a pessoa "não se pode vangloriar por isso, não se pode validar só por isso". Helena Isabel acrescenta: "Não tenho paciência".

Após a discussão entre os comentadores no "Extra" do "Big Brother", o instagram de Bruno D'Almeida reagiu: "É este tipo de banalização das lutas das minorias que o Bruno combate desde sempre. As pessoas privilegiadas tendem a desvalorizar as lutas e as conquistas que sempre tiveram como adquiridas. A causa que o Bruno e tantos outros defendem não devia ser desvalorizada, sobretudo num programa com a visibilidade que este tem. Obrigado Zé Lopes por nos defenderes."

Perante esta reação, a MAGG falou com Rodrigo Gaspar, um dos melhores amigos do concorrente, que colabora na gestão das redes sociais. “A postura da Helena não nos pareceu razoável. Parece que quer tirar mérito a uma missão que é bastante válida”, começa por explicar.

“Achámos importante, por ser um programa que tem alguma visibilidade, dar uma posição e mostrar que aquilo não está correto", conta o amigo de Bruno, acrescentando que lhe pareceu que a comentadora “esteve ali a descredibilizar um bocadinho e a desvalorizar este trabalho”.

Rodrigo revela à MAGG que o concorrente do "Big Brother" não consegue estar perto de injustiças sem reagir. "É uma pessoa de causas e o ativismo dele não é um ativismo oco. O Bruno faz as coisas acontecerem, prova disso é que ele está nas manifestações, ele defendeu aquele tema todo da doação de sangue.”

Questionado sobre qual seria a reação de Bruno aos comentários de Helena Isabel, o amigo riu-se, mas respondeu sem hesitar: "Tenho a certeza absoluta que ele não se ia calar. Por isso mesmo é que nós tomámos a posição de fazer aquele post". Rodrigo explica que pretenderam representar “a maneira de estar Bruno”, que é “não ficar calado neste tipo de situações” e “sair em defesa dele, como é óbvio”.

Em relação à participação no reality show, o amigo acredita “tem muito que ver com a visibilidade que ele quer dar às suas causas” e que Bruno quer “poder ser o ativista informado, o ativista culto, o ativista que possa passar uma mensagem que muitas das vezes não são passadas neste tipo de programas”.

“Pelos que gosta dá tudo” e “de chorar a rir”: é como o amigo descreve o concorrente do "Big Brother". "Para além de animado há uma coisa que eu lhe reconheço, que é a lealdade. É das pessoas mais leais e fiéis que eu conheço”, assegura. Acrescenta, ainda, que Bruno "é uma pessoa que precisa de amigos" e "escolhe bem as pessoas com quem se relaciona e com quem se identifica". Do que viu até agora, parece-lhe que, na casa, o concorrente "vai conseguir encontrar esse tipo de pessoas” e juntar-se àquelas com quem "achar que tem melhor ‘match’ ".

Rodrigo explica ainda que a amizade surgiu de uma boleia para um festival de verão, combinada pelo Instagram, mas foi-se "alimentando ao longo dos anos" porque os dois têm em comum "ideais de inclusão e igualdade".

Rodrigo Gaspar tem também "uma vertente ativista”: é vice Presidente da “Boys Just Wanna Have Fun”, "uma associação desportiva que procura promover a inclusão no desporto", através da prática de várias modalidades num "espaço seguro para as pessoas praticarem desporto sem que sintam discriminação em relação à orientação sexual, pelo seu género, pela sua performance desportiva".

Bruno Gomes D'Almeida é concorrente da nova edição do "Big Brother" que começou este domingo, 12, na TVI.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.