Os concorrentes da casa do "Big Brother - A Revolução" reuniram-se na sala nesta tarde de segunda-feira, 5 de outubro, para distribuírem as tarefas dentro da casa. Joana pediu aos colegas que respeitassem o facto de ter um transtorno obsessivo-compulsivo, depois de Rui Pedro, o líder desta semana, querer retirar-lhe a tarefa de cozinhar para o grupo. A discussão acabou com Joana lavada em lágrimas.

"Vocês têm de respeitar o facto de que eu sou maluca da cabeça e não consigo comer comida feita por outras pessoas, a não ser que eu esteja sempre a ver", disse Joana após Rui a querer retirar da cozinha, com a ideia de que as tarefas devem ser rotativas dentro da casa.

Mas Rui Pedro frisou que existe uma solução: "Tu podes estar sempre a ver". "Então, mas para isso cozinho eu!", afirmou Joana, explicando que é a pessoa indicada para estar na cozinha porque consegue perceber perfeitamente os bens que há na cozinha e evitar o desperdício.

"Não quer dizer que eu não adore os teus cozinhados, porque adoro. Mas estás a prejudicar-te por estar sempre ali", disse o líder da casa, acrescentando que Joana entra em discussões desnecessárias.

A designer de interiores explicou que, caso fosse mesmo retirada da cozinha, que teria de fazer comida à parte. No entanto, Rui Pedro acabou por chamar Joana de "mimada" e a concorrente não conseguiu conter as lágrimas.

Depois de ser expulsa do "Big Brother", Sandra nega rumores de prostituição: "É completamente descabido"
Depois de ser expulsa do "Big Brother", Sandra nega rumores de prostituição: "É completamente descabido"
Ver artigo

Transtorno e combate ao desperdício

Desde o primeiro dia em que entrou na casa mais vigiada do País que Joana explica que tem um transtorno obsessivo-compulsivo. A jovem não consegue comer nada que seja feito sem a sua presença, ou que não seja ela a cozinhar. No entanto, há algumas pessoas em quem Joana já confia. Carina é uma das concorrentes que cozinha de acordo com o padrão que a designer de interiores gosta.

Esta caraterística da personalidade de Joana também se relaciona com o facto de o combate ao desperdício alimentar ser uma das causas que abraçou há já algum tempo. A jovem, inclusive, é dona de um ateliê cuja parte das vendas dos quadros reverte a favor de instuições.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.