O pai de André Abrantes, do "Big Brother - A Revolução" esteve esta terça-feira, 24 de novembro, no "Você na TV!" para conversar com Manuel Luís Goucha sobre a prestação do filho dentro da casa. António Abrantes também aproveitou para esclarecer as afirmações do músico ao dizer que o pai havia sido um homem agressivo durante a sua infância.

António começou por explicar ao apresentador que nunca se tratou de violência física, mas sim de uma postura que teve de adotar devido aos comportamentos de André. "Quando ele se referia a agressividade, não é agressividade física. É alguma dureza, porque ele era muito irrequieto e irreverente, nomeadamente na escola", frisou.

"Ele estudava num colégio particular e as regras eram muito rigorosas. Ele e alguns amigos estavam constantemente a quebrar essas regras. Depois, em casa, era castigado", acrescentou António. "Tirava-lhe os brinquedos que ele mais gostava e não o deixava sair. Era nesse sentido".

Também contou a Manuel Luís Goucha outro exemplo em que se viu obrigado a castigar o filho. "Ele tinha tido más notas e eu não o deixei sair. Entretanto, ele arranjou uma desculpa e disse que ia fazer um trabalho a casa de um colega. Depois, ligou a dizer que a mãe do colega o tinha convidado para jantar e que ia ficar lá a dormir, para acabar o trabalho", disse.

No entanto, tratava-se de um esquema de André Abrantes para ir a um festival de música. "Era um fim de semana e, qual não é o nosso espanto quando estávamos a ver televisão e lá estava ele na primeira fila do Rock in Rio", revelou. "Claro que eu tinha de ser agressivo. Estive uma semana sem lhe falar, porque eu tinha vontade de rir, claro. Eu, na idade dele, faria o mesmo", afirmou, a rir.

Andreia não concorda com regresso de ex-concorrentes: "Acho muito injusto"
Andreia não concorda com regresso de ex-concorrentes: "Acho muito injusto"
Ver artigo

Pai de André aprova a relação com Zena

António Abrantes diz que nunca esteve de acordo com a ida do filho para o programa da TVI. Mas, agora, quer que André chegue até à final. Quanto à relação com Zena, explicou que o músico saiu de uma relação há pouco tempo, situação que o deixou inseguro.

"Talvez haja alguma insegurança. Ele saiu de uma relação de algum tempo e ficou magoado. É ciumento talvez por isso, mas não manipula. Os ciúmes podem ser sinal de insegurança", explicou. "A Zena é mais madura e acho que seria uma boa companheira. O que eles têm é muito bonito. Acho que os dois já ganharam alguma coisa com este concurso, que foi o facto de se terem conhecido", rematou António.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.