Bruno Savate, o segundo classificado do "Big Brother - Duplo Impacto", esteve esta manhã de terça-feira, 30 de março, à conversa com os jornalistas, numa conferência de imprensa via Zoom organizada pela TVI. A conversa iniciou-se de forma tranquila, começando por falar da depressão que atravessa. Mas tudo descambou quando resolveu tecer vários insultos sobre os jornalistas, acusando-os de escreverem mentiras e afirmando ainda que vai usar o dinheiro do prémio do reality show para "processar as revistas".

A dada altura, surgiu a pergunta se teria ficado aborrecido por ficar em segundo lugar no programa da TVI, apesar de ser um concorrente confiante. "Nunca disse que estava confiante. Às vezes o que parece não é. Eu digo uma coisa, e vocês jornalistas escrevem outra. Avisei a TVI que tudo o que eu disser tem de ficar gravado. Vocês são todos uns falsos", atirou o ex-participante visivelmente alterado.

Pedro fala sobre depressão de Savate e revela: "Lá dentro há pessoas que tomam comprimidos para dormir"
Pedro fala sobre depressão de Savate e revela: "Lá dentro há pessoas que tomam comprimidos para dormir"
Ver artigo

Mas o discurso jocoso e os insultos aos jornalistas continuaram: "Isto foi um pouco de ironia para sentirem o que é uma cadeira quente, aprendam que eu não duro sempre. Não vos dava dois dias numa casa. Vou gastar os meus 7.500 euros a processar todas as revistas que falaram mal de mim. No final, vou lucrar algum".

Os jornalistas tentaram continuar a conversa, que é da responsabilidade da estação de Queluz de Baixo, mas o ex-participante não respondeu a qualquer outra questão. A partir do momento em que se exaltou, respondeu sempre com informações sobre os seus negócios, fosse qual fosse a pergunta. "É tudo, por agora. Este é o Savate. Não há pão para malucos", rematou.

Savate tomava medicação duas vezes ao dia

Ainda no início da conversa, e antes de se exaltar, Bruno Savate explicou que a depressão surgiu após a morte do seu gato. "Tive uma recaída quando começou a COVID-19. Mas as coisas melhoraram quando recebi o convite para o 'Big Brother'", referiu, acrescentando ainda que este foi o seu sexto reality show e que participar seria uma forma de se abstrair dos problemas.

Quando Teresa abandonou o reality show, afirmou que o pugilista estava em "modo xanax". Agora sabe-se que, na casa, tomava comprimidos duas vezes por dia, que disse terem sido receitados pelo seu médico. "Tomava à noite algo para diminuir a ansiedade e conseguir dormir melhor. De manhã, tomava um comprimido para o cérebro arrancar e ter felicidade em pequenas coisas", revelou.

Quintino Aires "não sabe o que diz"

Bruno Savate afirmou que o jogo não é influenciado pelos aviões ou drones que sobrevoam a mansão da Ericeira, mas sim pelos comentadores do programa. "A maior influência foram os comentadores. Não podem tirar partido de um concorrente ou de outro", disse.

Chegou mesmo a referir o nome do comentador que, no seu entender, não deveria trabalhar em televisão. "Um dos comentadores que, para mim ,não trabalhava mais era o Quintino Aires, ele não sabe o que diz. De resto, se quiserem comprar algum carro, podem falar comigo", atirou, pouco antes de insultar os jornalistas.

Após a conferência de imprensa com o segundo classificado do "Big Brother - Duplo Impacto", a TVI enviou um comunicado às redações: "A TVI não se revê nos comentários do Bruno Savate durante a conferência de imprensa. Lamentamos a conduta do concorrente".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.