Esta tarde de segunda-feira, 15 de fevereiro, os concorrentes do "Big Brother - Duplo Impacto" estavam à conversa sobre saúde mental quando Bruno Savate resolveu revelar mais pormenores sobre um período conturbado da sua vida. O pugilista entrou em depressão depois da morte do seu gato Rocky.

"Isolava-me e fechava-me em casa, não tinha vontade sequer de tomar banho. Tinha necessidade de ter as cortinas e as janelas fechadas. Não queria sair de casa para nada", contou o concorrente de Gondomar ao grupo, acrescentando que também não tinha vontade de comer e muitas vezes chorava e gritava.

Savate revelou ainda que dormia mal e que, por vezes, acordava e dirigia-se à casa de banho para vomitar. O pugilista salientou que os pais foram o seu grande apoio. "Não queria ver ninguém, não fala com ninguém [...] Os meus pais foram incansáveis comigo", frisou.

Cláudio critica jogo de Savate. "Ele pode ganhar os 20 mil euros mas depois o dinheiro acaba"
Cláudio critica jogo de Savate. "Ele pode ganhar os 20 mil euros mas depois o dinheiro acaba"
Ver artigo

Admitiu que continua a fazer o tratamento e que vai a consultas de seis em seis meses. Quando entrou para a "Casa dos Segredos - O Reencontro", em 2018, já havia sido diagnosticado com depressão.

Na última semana, Pedro já havia revelado que Savate continua a ser acompanhado devido à depressão. Referiu ainda que na casa há residentes a tomar medicação para dormir, frisando que tomam "Valdispert", medicamento utilizado para casos temporários de ansiedade ligeira e dificuldade em adormecer.

Veja aqui o momento.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.