"100 destinos extraordinários para explorar" em 2o21 e, a meio da lista da revista "TIME" está Coimbra, a cidade portuguesa que serviu de sede do reino de D. Afonso Henriques e o local que acolhe a mais antiga universidade portuguesa. Além de Coimbra, Portugal está representado por Arouca, com uma imagem deslumbrante da recém inaugurada Ponte 516 Arouca, a maior ponte pedonal suspensa do mundo.

As duas cidades portuguesas estão a par com outros destinos internacionais na lista dos 100 locais do mundo a visitar em 2021, um mais perto de nós, Cáceres, em Espanha, e outro que suscita curiosidade: a ilha Benguerra, em Moçambique.

A distinção de Coimbra, é por isso, um motivo de orgulho para o município, que apesar de habituado ao reconhecimento — em 2013 Coimbra foi classificada como Património Mundial pela UNESCO, em 2003 foi capital nacional da cultura e capital nacional do teatro em 1992 e é já candidata a Capital Europeia da Cultura 2027 — o objetivo é não parar. "Pretendemos continuar a valorizar Coimbra, tornando-a, cada vez mais, uma referência nas mais diversas áreas", disse o presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado, em comunicado.

Rio Maior. Dormir num moinho, ir às salinas e atacar um torricado de cabrito a olhar a serra
Rio Maior. Dormir num moinho, ir às salinas e atacar um torricado de cabrito a olhar a serra
Ver artigo

Se já havia razões para visitar Coimbra, o facto de a cidade fazer parte da nova lista da "TIME" é mais um pretexto para conhecer a história, a cultura, a natureza e as suas gentes. Trazemos um pouco de tudo isto neste roteiro pela cidade, que vai muito além da universidade, embora esta não tenha ficado de fora, apresenta-se apenas de formas mais modernas.

O que fazer

Coimbra
créditos: divulgação

A questão que se coloca não é o que fazer, mas o que não deixar por fazer. Coimbra tem tanta oferta cultural, que é difícil sair de cá sem deixar nenhuma das atrações para trás.

Talvez uma boa forma de começar a conhecer a cidade de uma ponta à outra seja fazer um dos roteiros temáticos, como o passeio pelos jardins históricos. O percurso começa na famosa Quinta das Lágrimas, passa por pontos de destaque como o jardim botânico e os jardins da Avenida Sá da Bandeira, e termina no Claustro da Manga. Outro dos roteiros denomina-se de Fado e as tradições académicas, não fosse a cidade conhecida pelo estilo musical que marca as serenatas e é diferente do que se ouve em Lisboa. Este roteiro vai levá-lo a conhecer a Associação Académica de Coimbra, a Sé Velha e a praça da Canção, o ponto final e aquele onde acontecem as tradicionais (em tempos sem pandemia) festa das latas e queima das fitas.

Outra forma de conhecer Coimbra seria a bordo d'O Basófias, uma embarcação que anda durante quase uma hora pelas águas do Rio Mondego mas que está temporariamente suspensa.

Se for num passeio livre, aproveite e passe pelo Museu da Ciência da Universidade de Coimbra e conheça outra faceta da essência de Coimbra: o artesanato, neste caso a faiança, uma pasta porosa de feldspato, sílica e argila, cozida a alta temperatura, que resulta em peças de louça, como as de Vandelli, que podem ser vistas nas coleções do museu.

Caso leve as crianças, o Portugal dos Pequenitos é paragem obrigatória, já que este é um mundo feito à medida deles e a pensar numa forma de lhes dar a conhecer o País num só espaço através das casas em ponto pequeno que representam os diversos estilos arquitetónicos regionais portugueses. O bilhete custa 6,50€ para crianças dos 3 aos 13 anos e 10,50€ para adultos. O parque está aberto todos os dias das 10h às 19h (horário de verão).

O que comer

Depois de um bom passeio, é altura de recarregar energias com a boa gastronomia da cidade. Está um pouco por todos os restaurantes, mas para saber que chegou ao sítio certo e mais tradicional, deve encontrar na ementa iguarias como chanfana (carne de cabra velha temperada coberta com vinho tinto e cozinhada no forno dentro de uma caçoila de barro preto), arroz de lampreia, leitão à moda da Bairrada e, nas sobremesas, pastéis de Santa Clara, crúzios e o manjar branco (ou um manjar de ingredientes surpreendentes, como peito de frango e chá de flor de laranjeira).

Fomos à descoberta destes sabores na região e encontrámos algumas (até com promoções). Uma delas é a República da Saudade, restaurante tradicional logo a começar nas entradas com croquete de alheira, queijo chèvre e maçã (4€). Segue-se um entrecosto em vinha d’alhos com arroz de carqueja e grelos (12,50€) ou o novo prato de verão: bife de atum, cremoso de couve-flor e rebentos de soja (15,50€).

Para terminar, surpresas para sobremesa com o pudim de limão e surpresas ao pôr-do-sol (4€). No fim de contas feitas, pode pagar menos do que isto porque o restaurante está com 30% de desconto no The Fork em dias selecionados.

Localização: Quinta da Ribeira, nº1 - Coselhas, 3000-125 Coimbra
Reservas: 934 309 775/ 239 494 036
Horário: todos os dias das 12h às 15h; de quarta-feira a sábado também ao jantar das 19h30 às 22h30

Antes de ver a carta prefere escolher o restaurante pela vista? O Loggia pode ser uma boa opção, já que oferece "a melhor vista para Coimbra" a partir do seu terraço. Existe uma ementa semanal, com uma opção de carne e peixe, mas também pode fazer o pedido à carta ao jantar. Na experiência que começa com o lusco-fusco no verão, faça as honras com espargos verdes à Brás com aromas de tomate do Ribatejo (6€), e escolha para prato principal um lombo de bacalhau com presunto e açorda de coentros (13€) ou o bife da vitela, com risotto de cogumelos (15€). No fim, remate com o "melhor Pão de Ló do Universo" , acompanhado de sorvet de citrinos (5,5€).

Localização: Museu Nacional de Machado de Castro, Largo Dr. José Rodrigues, 3000-236 Coimbra
Reservas: +351 239 853 076/ info@loggia.pt
Horário: todos os dias das 10h às 18h; de quarta-feira a sábado também ao jantar até às 22h30

Se procurar um lanche em vez de almoço ou jantar, faça uma visita à Pastelaria Moinho Velho Solum, com montras cheias de doces e miniaturas, doces conventuais, como o manjar branco, pão, bolos caseiros sem glúten e salgados, como os pastéis de massa tenra.

Localização: Rua Engenheiro Jorge Anjinho, Lote 7/8, 3030-482, Coimbra
Reservas: 239 780 253/ 964 793 645/ moinhovelhosolum@hotmail.com
Horário: todos os dias das 8h às 21h

Fique num destes alojamentos para passar mais tempo em Coimbra

Hästens Sleep Spa
Lobby créditos: divulgação

É difícil escolher apenas uma opção para ficar em Coimbra de tanta oferta para motivos diferentes. Uns ajustam-se a quem vem para conhecer a cidade e quer ficar num alojamento mais central, outros para quem precisa também de relaxar e ficar de molho numa piscina algumas horas e há um dedicado a está a precisar de um sono reparador. Começamos já por aí.

Quando tiramos férias, vamos à procura de lazer, de descanso e de repor algumas horas de sono que ficámos a dever à cama ora pelo trabalho, ora pelos filhos e tudo isso resolver-se-á no Hästens Sleep Spa – CBR Boutique Hotel. O hotel sem um spa convencional, tem em alternativa um spa do sono que se traduz nos colchões da mais prestigiada marca de camas do mundo, a Hästens. A cama confortável está garantida e pode completá-la com uma das almofadas do menu de degustação. Quando estiver acordado, pisque o olho a um cocktail servido no rooftop do Hästens Sleep Spa, com vista para a cidade e para o rio Mondego, e passe pela estante no piso superior do hotel na qual estão obras literárias escritas por antigos alunos. Esta é outra forma, e mais moderna, de conhecer o lado universitário de Coimbra.

Localização: Largo da Portagem 27, 3000-337 Coimbra
Reservas: +351 239 246 960/ reservas@cbrboutiquehotel.com
Preço: desde 500€ por quarto e por noite

Solar Antigo Luxury Coimbra
créditos: booking

Se quiser ficar mesmo no coração de Coimbra, sugerimos o Solar Antigo Luxury Coimbra que se destaca pelas paredes em pedra e decoração sofisticada de tons dourados e fortes que contrasta com o moderno jacuzzi dentro da master suite. Caso não tenha oportunidade de ficar neste quarto, a experiência não será menor noutros e começa logo com um kit de boas-vindas "composto por bebida e acompanhada com um bolinho" ainda quente, disse à MAGG Cátia Costa, diretora do grupo Solar Antigo.

Localização: Rua Couraça dos Apóstolos nº 15, Coimbra 3000-431/2
Reservas: +351 969 374 875/ +351 239 161 449/ solarantigo@gmail.com
Preço: a partir de 60€ por noite, com pequeno-almoço incluindo.

Oryza Guest House& Suites
Oryza Guest House& Suites créditos: booking

Mais recatado é o Oryza Guest House& Suites, um alojamento de turismo rural na Quinta de Magarrufe, em Coimbra. É um espaço onde respira natureza enquanto come o pequeno-almoço composto por compotas, ovos mexidos, pães e frutas frescas. Depois, acomode-se na cama que tem uma piscina aos pés — umas das características que torna este alojamento especial.

Localização: Estrada Principal de Bencanta Quinta de Magarrufe, 3045-382 Coimbra
Reservas: Booking
Preço: em agosto, custa a partir de 82€ por noite para duas pessoas, com pequeno-almoço incluído

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.