Em março, os aviões da Ryanair começaram a ficar em terra devido à COVID-19. Dois meses depois, a empresa já está a planear os próximos voos e para isso lançou várias diretrizes que explicam o funcionamento das próximas viagens — desde o check-in até à saída do terminal do aeroporto.

TAP volta a ter voos para o Porto e para o Brasil. Madeira e Açores ganham mais ligações por semana
TAP volta a ter voos para o Porto e para o Brasil. Madeira e Açores ganham mais ligações por semana
Ver artigo

Numa altura em que a empresa espera retomar no máximo 50% de seus voos programados entre julho e setembro e 60% a 70% do seu horário normal de voos até setembro, dependendo da quantidade dos clientes, a retoma é feita com cautela e com duas regra base: desinfeção e distanciamento social.

Passo a passo, explicamos como cada passageiro deve proceder no futuro para proteger a saúde da tripulação e “evitar a propagação do COVID-19”, de acordo com a Ryanair.

Antes de voar:

— Faça o check-in online, descarregue o cartão de embarque e, sempre que possível, escolha Priority & 2 Cabin Bags para manter a bagagem consigo.

— Verifique a temperatura antes de viajar. Poderá ser verificada novamente no aeroporto. Se não passar o controlo, ser-lhe-á pedido que regresse a casa.

— Use sempre uma máscara/cobertura facial, tanto no aeroporto como a bordo do voo.

No aeroporto:

— Se tiver uma mala para entregar, utilize o quiosque automático e deposite a mala no balcão de entrega.

— Use Fast Track sempre que possível para limitar o tempo de fila no controlo de segurança.

— Certifique-se de que utiliza gel desinfetante de mãos ao passar pelo aeroporto, e sempre que possível mantenha distância entre os outros passageiros.

Ao embarcar:

— Não faça fila nas portas de embarque. Os passageiros com prioridade irão embarcar primeiro. As escadas de embarque e os corredores devem permanecer livres. Tenha o passaporte aberto e utilize cartão de embarque digital para limitar o contacto.

Mantenha sempre a máscara/cobertura facial. A tripulação também usará máscaras faciais.

A bordo:

— Todos os aviões são limpos e desinfectados diariamente, o que é eficaz durante mais de 24 horas.

— As aeronaves estão equipadas com sistemas de filtração de ar de última geração que funcionam de acordo com os padrões hospitalares.

— Existirá um serviço de voo limitado a bordo dos voos, que consiste em snacks embalados e bebidas e a venda será sem pagamentos em numerário para limitar o contacto físico.

Quando aterrar:

— À chegada, mantenha a máscara facial colocada até à saída do terminal do aeroporto. Tente manter o distanciamento social ao passar pelo aeroporto e na sala de recolha de bagagem, se estiver a recolher uma mala.

Tudo isto acontece depois de a companhia aérea ter anunciado o despedimento de mais de 250 trabalhadores de apoio nos aeroportos de Madrid, Londres-Stansted, Dublin e Wroclaw (Polónia), avança o “ECO”, entre os 19 mil empregados que tem em todo o mundo.

Além de a Ryanair voltar a descolar, a retoma de atividade também acontece no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, com a TAP, a alemã Lufthansa, a francesa Air France e a suíça Swiss a regressar aos voos internacionais. Já em Lisboa, no aeroporto Humberto Delgado, o objetivo é começar a cumprir 13 voos diários já em maio, avança o jornal “Expresso”.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.