Não acredita que é possível viajar de avião por menos de 50€, ida e volta? Temos aqui a prova e o incentivo de que precisava para voltar a viajar agora que os países começam a levantar as restrições, e embarcar está mais fácil com a entrada em vigor do certificado digital europeu. Se já tem a vacinação completa, faça as malas e meta-se ao caminho. Se ainda não chegou a sua vez ou falta uma dose, só tem de submeter-se a uma zaragatoa (mas o melhor é consultar caso a caso aqui).

Seja uma estreia ou mais um teste PCR para a coleção, vale a pena fazer para que possa conhecer estes destinos incríveis, com culturas diferentes e, em alguns casos, praias mesmo junto ao hotel. Há opções para todos os gostos, desde para quem gosta de apanhar sol e mergulhar em águas frias como a de Lido Marinella, em Nápoles, ou algo mais histórico, como fará numa visita a Budapeste, na Hungria, onde terá oportunidade de passar pelas ruas mais famosas, a Váci Utca e a Andrássy Út, e visitar o Castelo de Buda, que abriga a Galeria Nacional da Hungria, o Museu da História de Budapeste e a Biblioteca Nacional Széchenyi.

A piscina mais profunda do Mundo já abriu e fica no Dubai. Veja as fotos
A piscina mais profunda do Mundo já abriu e fica no Dubai. Veja as fotos
Ver artigo

E já que está pela Hungria, aproveite para fazer as atividades dentro e fora do Lago Balaton, como ioga na água ou apanhar e preparar trufas num workshop promovido por Tibor, o anfitrião do evento da Airbnb.

O subsídio de férias chega para marcar a viagem e sobra para explorar as cidades e, quem sabe, escolher uma experiência de requinte. Sabia que em Londres, um dos destinos mais baratos da nossa seleção, fica o Céleste, restaurante no Hotel Lanesborough, com uma estrela Michelin renovada em 2021 já com o português Dárcio Henriques à frente da chefia da cozinha? Pode ser a experiência de luxo onde vai querer gastar o que poupou nos bilhetes de avião.

Escolha para onde quer voar.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.