O roteiro artístico "As Estrelas do Caminho" surgiu em 2021 com 140 quilómetros. Agora, em 2022, foi alargado para 230 quilómetros entre o Porto e Santiago de Compostela. Os murais são feitos pela artista galega Lula Goce e pelo português Daniel Eime, que assinam a arte que vai estar pintada em locais visíveis na rua, como fachadas e pontes.

E Portugal não ficou de fora: há arte em Matosinhos, Barcelos, Ponte Lima e Rubiães. Já em Espanha, pode encontrar murais em Tui, Porrinõ, Pontevedra, Caldas de Reis e Padrón.

"3 Caminhos". A série perfeita para todos os que já fizeram o Caminho de Santiago — ou sonham fazer
"3 Caminhos". A série perfeita para todos os que já fizeram o Caminho de Santiago — ou sonham fazer
Ver artigo

A arte pretende passar a mensagem de que os Caminhos são uma viagem e há uma “ligação entre pessoas de diferentes países e culturas, que partilham uma multiplicidade de experiências na sua viagem a Santiago de Compostela”, explica a organização em comunicado.

Goretti Castro, gerente de cultura, gastronomia e origem da Estrella Galicia, explica que “o Caminho de Santiago não pode ser compreendido sem as pessoas que fizerem dele a experiência que ele é, e que tem sofrido ao longo dos séculos". "Por esta razão, quisemos fazer do diálogo um dos temas centrais da exposição, promovendo a ideia de uma experiência de colaboração e irmandade entre os povos, culturas e pessoas", prossegue Goretti Castro.

Há nove murais dedicados à história de nove pessoas, que lidaram com todas as dificuldades envolventes ao Caminhos de Santiago. Um deles é dedicado a Andrea Gonzalvez, de Tuí, uma pianista e gestora cultural que foi considerada uma das 100 Melhores Mulheres Líderes em Espanha, com uma carreira marcada a nível nacional e internacional.

Em Caldas de Reis, um mural dedicado a Enrique Ocampo, que moldou os sinos da Catedral de Santiago. E em território português, há uma homenagem a Joaquim Sá, um atleta de Rubiães com 74 anos, que já atingiu recordes mundiais na modalidade de atletismo. Os murais em Caldas de Rei e de Rubiães já estão concluídos.

caldas
Mural em Caldas de Reis

Roteiro na zona de Rubiães

Depois de ver o mural de Joaquim Sá, a Ponte Romana e a Igreja Romântica em Rubiães, faça uma viagem de 15 minutos de carro até o concelho de Paredes de Coura.

Ponte Rubiães
DR

Além do conhecido festival de verão, a vila tem toda uma envolvência natural com cascatas e miradouros para descobrir.

O que fazer?

A paisagem protegida do Corno do Bico é um dos lugares mais conhecidos de Paredes de Coura, com muita vegetação e com percursos perdestes de baixa intensidade.

Miradouro Senhora da Penha

Para aumentar a adrenalina em Paredes de Coura, pode fazer uma tour de jipe pela paisagem protegida de dia ou ao luar e os preços variam entre 35€ e 40€. Ainda com natureza, aconselhamos a visitar o Miradouro Senhora da Pena, o Monte de São Silvestre.

Onde dormir?

A Quinta de Favaes é um alojamento local a três quilómetros da vila de Paredes de Coura. O local ideal para uma estadia sossegada, no meio da natureza. A casa é rústica com as habituais paredes em pedra, mas há uma aposta numa decoração mais moderna.

Localização: Mozelos, Paredes de Coura
Preço:
65€-75€/noite
Reservas:
960 287 540

Onde comer?

A Casa do Xisto já foi uma sala de prova de produtos regionais e agora é um restaurante reconhecido pela sua comida, principalmente pelas trutas grelhadas e assadas no forno. O restaurante fica num parque desportivo.

Não pode ir a Paredes sem provar os biscoitos de milho e de chã banhados com compota de abóbora, que são típicos da zona.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.