De Nova Iorque já vimos quase tudo, e Paul Brake também. Nasceu há 48 anos em Bournemouth (no Reino Unido), e foi há 22 que se mudou para Nova Iorque. Ao Mail Online Travel admitiu que, na altura, ficou maravilhado com tudo o que até aí só tinha visto na televisão e nos filmes. Mora no distrito menos popular da cidade — Staten Island – e é um homem das artes. A fotografia é uma delas, e Paul Brake gosta de cenários urbanos, que são os que têm mais para lhe dar. Desde 1996 que fotografa regularmente a cidade, e nunca se fartou. "Continuo a encontrar sempre coisas novas para fotografar", disse.

A estação de metro secreta de Nova Iorque que está fechada há 73 anos
A estação de metro secreta de Nova Iorque que está fechada há 73 anos
Ver artigo

E é disso mesmo que gosta: de fotografia urbana, de pessoas, e da captura da condição humana.

À publicação online disse ainda que, para si, "as fotografias mais interessantes são as de recantos escondidos e as de sítios pouco visitados, ou com uma arquitetura degradada. Nunca se sabe o que se vai encontrar, e é isso que torna a experiência única."

Agora, foram divulgadas 17 das imagens mais marcantes da cidade captadas pelo fotógrafo. São quase todas incríveis, e parecem montagens digitais. Há locais que estão irreconhecíveis. A MAGG mostra-as.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.