Este ano muitas viagens ficaram suspensas e, em casa, muitos acumularam vales para usar mais tarde. A esperança de todos é que no próximo ano possamos voltar às viagens. Se ainda não tem destino certo, há várias sugestões entre os que serão tendência em 2021.

Grécia é sempre um destino ideal, mas até em Portugal há recantos que vão estar na moda no próximo ano (não só entre os portugueses). Isto porque, numa lista com 24 destinos divulgada pela edição espanhola da "Condé Nast Traveler", Melides, em Grândola, no Alentejo, é distinguida como um dos locais a visitar no próximo ano, especialmente no verão, época em que "se converte na capital do mundo", de acordo com o mesmo jornal.

ReGrowing Roots. Vem aí um retiro que junta ioga, meditação, culinária e o Alentejo
ReGrowing Roots. Vem aí um retiro que junta ioga, meditação, culinária e o Alentejo
Ver artigo

Seja qual for o destino, o mais certo é que seja um dos dois tipos de viajantes que vão surgir no próximo ano: "Um vai estar a repor férias" que estavam planeadas para este ano e outro será "aquele que esperou o ano inteiro para sair e viajar" e até estará disposto a gastar mais, de acordo com a "Forbes".

Seja para gozar as férias ou, finalmente, desconfinar, veja quais os destinos que vão ser sensação nas reservas (e nas fotografias de Instagram).

1. Chania, Creta, Grécia

Chania, Creta, Grécia
créditos: pinterest

Começamos por um clássico: Grécia, cujas paisagens do país de céu, mar e até ruas azuis não deixam ninguém indiferente. Apesar das milhares de ilhas que a constituem, para o próximo ano é Creta que vai estar na ribalta.

Esta ilha não é apenas marcada pela natureza, mas também pela gastronomia dos restaurantes à beira mar (nos quais o peixe é estrela da carta). Mesa que preza por boa comida também não descura dos vinhos, outra das marcas desta região e que também faz parte de várias experiências em Creta, como tours pelas vinhas ou provas de vinhos.

Se quer sentir a verdadeira cultura cretense, pode ainda aventurar-se numa experiência com o objetivo de conhecer pratos e histórias locais, ao entrar numa casa de montanha da família de um cretense local e fazer um passeio pelas hortas, cujos produtos vai usar para preparar uma refeição com quem sabe.

2. Pulau Merah, Java, Indonésia

Pulau Merah, Java, Indonésia
créditos: pinterest

Se é fã de surf, encontrou o destino certo para 2021. Se não é fã, as correntes do mar também vão em direção a este lugar de areia avermelhada — que lhe confere o célebre nome de Ilha Vermelha.

Pulau Merah é um lugar de poucos ou nenhuns visitantes, embora muitas vezes o mar se encha com as pranchas de praticantes iniciantes de snowboard e surfistas experientes. Contudo, este canto da Indonésia não se faz só de desportos de prancha na mão. É preciso dar à perna para percorrer uma caminhada com destino à praia de Pantai Wedi Ireng ou até ao templo Pura Tawang Alun para encontrar não uma beleza exterior, mas interior.

3. Costa Rica, América Central

Costa Rica
créditos: pinterest

Este destino é para os que se preocupam com a sustentabilidade no dia a dia, mas que, mesmo assim, não dispensam pelo menos uma viagem por ano. Isto porque, sabemos que viajar de avião implica elevadas emissões de CO2 (dióxido de carbono) que contribuem para a pegada ecológica, mas esta pode ser diminuída com destinos mais conscientes.

Assim é a Costa Rica, onde tem lugar mais de 6% da biodiversidade de todo o mundo — o que por si só já justifica a preocupação ambiental dada a necessidade de proteger estas espécies —, mas também é marcada pelo facto de 99% da eletricidade ser produzida através de fontes renováveis.

Crónica. Gosto do planeta, mas gosto mais de viajar
Crónica. Gosto do planeta, mas gosto mais de viajar
Ver artigo

Mas, afinal, o que conhecer de forma ética neste país? Uma das opções são as praias tropicais, mas há outras atividades únicas: forest bath (respiração de ar puro do bosque), earthing (caminhada descalça na terra/areia), ou mergulho profundo com tanque para admirar o tubarão-baleia, as lagostas, e até os corais.

4. Helsínquia, Finlândia

Helsínquia
créditos: pinterest

Pode ser uma sugestão já a apontar para o inverno de 2021, mas a Finlândia será um dos destinos tendência todo o próximo ano. Pode começar por explorar o mais recente museu de arte Amos Rex, inaugurado em 2018, para conhecer uma das maiores coleções de arte privadas da Finlândia, com mais de 7 mil obras, bem como a arquitetura contemporânea.

Há ainda para ver, na capital que deu nome a uma das personagens da série "La Casa de Papel", a fortaleza Suomenlinna, Património da Humanidade, que mistura traços russos e suecos, e a impetuosa Catedral Luterana de um branco inconfundível.

5. Acra, Gana

Acra
créditos: pinterest

Num outro registo, Gana é mais uma das viagens para 2021. O ponto de partida não será um roteiro bem traçado, mas sim um espírito aberto para uma viagem que não se quer de luxos, mas de experiências com a natureza e a realidade de uma cultura por descobrir.

Em Acra, um dos locais a conhecer é o Jamestown, o histórico e mais antigo bairro da cidade e também um palco de toda a atividade que acontece em Acra: pescadores a puxarem as redes com o peixe acabado de apanhar e a venda de produtos locais, como a mandioca, tomates e os têxteis coloridos, no famoso mercado de Makola. Também não pode sair de Acra sem antes provar o waykee (arroz e feijão), um prato típico que encontra na Oxford Street.

6. Shetland, Escócia

Shetland
créditos: pinterest

O recado fica dado: para bom entendedor de inglês, nem meia palavra basta para entender o sotaque escocês. Esta pronuncia é, por vezes, difícil de decifrar, mas como o propósito é mesmo conhecer o arquipélago de Shetland, com cerca de 100 ilhas, nada mais precisa do que bons olhos para admirar o passado viking que aqui ficou marcado.

O percurso pode ter como ponto de partida Lerwick, a capital de Shetland por onde anda Jimmy Perez — o inspetor que na série Shetland, da BBC, trabalha com a polícia de Shetland para resolver crimes na comunidade — ou explorar o litoral da ilha numa caminhada que põe a descoberto os altos penhascos, praias e águas de azul cristal.

7. Anchorage, Alasca

Anchorage
créditos: pinterest

Se é para viajar, que seja em grande e, já agora, para a maior cidade do Alasca. Anchorage é tão grande que alberga uma vida noturna intensa (agora condicionada, mas que pode voltar ao ativo em 2021), bem como uma paisagem inconfundível para as calotas de gelo polar e tundra gelada.

Mas aventura não fica por aqui: pode descobrir o riacho de salmão no coração da cidade, caminhar entre as seis cadeias de montanhas, percorrer os mais de 400 quilómetros de trilhos selvagens, ou até visitar um dos maiores parques nacionais, o Chugach.

8. Moscovo, Rússia

Moscovo
créditos: pinterest

Prepare-se para o frio de Moscovo, se viajar entre 14 de novembro e 11 de março, mas também para uma grande aventura. Uma das imagens que nos transportam para Moscovo é a Catedral de São Basílio repleta de neve, mas há outros encantos quer no verão, quer no inverno.

Um deles é a Sparrow Hills, o edifício principal da Universidade do Estado de Moscovo que permite ter vista panorâmica sob a cidade, a Praça Vermelha, a grande fábrica de chocolate Soviética — Krasny Oktyabr —, e o Gorky Park (parque de diversões) também não escapa aos roteiros.

9. Orlando, Flórida (EUA)

Orlando
créditos: pinterest

É quase impossível falar na Flórida sem pensar no Walt Disney World Resort. Esta é, por isso, uma viagem para levar os miúdos (embora apenas os adultos possam ir até ao parque da Disney encher-se de nostalgia e diversão). Além do parque temático, o que não faltam são locais para conhecer em Orlando.

Um deles é o jardim Harry P. Leu Gardens, um oásis botânico com várias espécies de flores e árvores centenárias, o Parque do Lago Eola, que aos domingos recebe um mercado de produtos locais, e ainda pode fazer um passeio de caiaque pelo rio Wekiva.

10. Melides, Portugal

melides
créditos: pinterest/@francisconogueira

Se depois de redescobrir Portugal durante a pandemia já não consegue abandonar os roteiros nacionais, então aqui está mais um local a visitar e que até vai marcar 2021.

Melides é, de acordo com a revista "Traveler" uma "praia portuguesa escondida a emergir no radar", o que significa que a aldeia alentejana no próximo ano deverá ganhar mais movimento. Até porque, com a facilidade com que aqui se chega — Melides fica apenas a uma hora e meia de Lisboa — na hora de partir nem há muito que pensar.

De quem é a maravilhosa casa perto da Comporta que é destaque no “The New York Times”
De quem é a maravilhosa casa perto da Comporta que é destaque no “The New York Times”
Ver artigo

Tal como a revista aponta, a aldeia pode não ter hotéis luxuosos, mas tem aquilo que muitos procuram para refugir-se do dia a dia: "Praias desertas e quilómetros de vinhas, campos de arroz e sobreiros".

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.