Há um novo chá com propriedades altamente diuréticas no mercado. O Falta de Chá foi lançado no início de agosto e contém oito plantas e uma raiz que, quando combinadas, ajudam a combater a retenção de líquidos, desintoxicam o organismo e promovem o processo de emagrecimento.

Consumir líquidos é fundamental para qualquer processo de emagrecimento e desintoxicação, já que só assim é possível eliminar as toxinas e gorduras acumuladas em excesso pelo organismo. Os especialistas garantem que não existe desintoxicação se não consumirmos líquidos e que é fundamental consumir líquidos como o chá, já que nele podem existir plantas que aceleram o metabolismo.

Entre as plantas que ajudam a acelerar o metabolismo estão as nove que compõe cada saqueta de Falta de Chá. Alecrim, carqueja, chá verde, gengibre, guaraná, hortelã, mate verde, sálvia e cavalinha são os ingredientes que poderá encontrar na descrição. Além de terem propriedades altamente diuréticas, estes ingredientes têm também outros benefícios para o organismo.

Falta de Chá. Como este novo chá ajuda a combater a retenção de líquidos (e desintoxica)
Falta de Chá. Como este novo chá ajuda a combater a retenção de líquidos (e desintoxica)
Ver artigo

O chá verde, por exemplo, ajuda a prevenir infeções, a controlar os níveis de açúcar no sangue, a regular os níveis de colesterol. A sálvia, também presente na composição, é uma planta anti-inflamatória, tal como o gengibre.

Para quem tem problemas intestinais, a hortelã será uma grande aliada para a saúde dos intestinos, além de ser rica em antioxidantes, tal como o mate verde. Por fim, o alecrim e a carqueja são dois ingredientes com propriedades diuréticas que vão ajudar a limpar o organismo, desintoxicando-o.

O Falta de Chá pode ser consumido entre uma a três vezes por dia a quente ou frio. Pode encontrá-lo à venda no site oficial em caixas com 60 saquetas (24,90€) ou em packs de três caixas (62,25€ em vez de 74,70€).

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.