Contém nove plantas com propriedades altamente diuréticas, ajuda a combater a retenção dos líquidos, a reduzir a sensação de inchaço e a promover o emagrecimento. É assim o Falta de Chá, o chá 100 por cento português que chegou ao mercado no início de agosto, e que pode ser consumido em qualquer momento do dia.

Alecrim, carqueja, chá verde, gengibre, guaraná, hortelã, mate verde, sálvia e cavalinha. São estas as nove plantas que fazem parte da composição deste chá que, quando atuam em conjunto, têm uma ação diurética para o organismo, o que significa que ajudam a estimular a produção de urina.

Quando consumimos estas plantas, o organismo liberta toxinas acumuladas, o que ajuda a reduzir o inchaço e a retenção de líquidos. Isto porque os diuréticos estimulam a produção de urina, o que leva à saída de líquidos do organismo, ajudando a purificar e, por isso, a desintoxicar.

Falta de Chá. O chá que ajuda a desinchar e mantém o corpo hidratado
Falta de Chá. O chá que ajuda a desinchar e mantém o corpo hidratado
Ver artigo

Pela sua composição, o Falta de Chá pode ser consumido em qualquer momento do dia, da forma que mais gostar. De acordo com a farmacêutica portuguesa responsável pela produção, o indicado é que tome entre uma a três saquetas por dia, que podem ser bebidas quentes ou frias. Isto significa que o pode beber logo de manhã a acompanhar o pequeno-almoço, a acompanhar uma refeição leve, a meio da tarde com umas pedras de gelo ou à noite, antes de se deitar.

Ao consumir Falta de Chá regularmente vai notar algumas diferenças no corpo. No entanto, não podemos pensar que tomamos um chá e emagrecemos, por isso, o seu consumo deve ser combinado com uma alimentação saudável e uma rotina de exercício físico.

O Falta de Chá está à venda através do site oficial em embalagens de 60 saquetas (24,90€) ou em packs de três caixas (62,25€ em vez de 74,70€), o que significa um desconto de 50% na terceira unidade.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.