Se há uns anos as modalidades de combate estavam apenas acessíveis a quem queria fazer do desporto competição, nos últimos tempos essa ideia tem vindo a modificar-se — e muito se deve à academia fundada por Pedro Kol, campeão do mundo de kickboxing.

Com o objetivo de tornar o seu desporto de paixão acessível a todos, em 2015, criou a primeira Academia Kolmachine. Dizemos primeira porque agora, seis anos depois, a Academia que muitos já conheciam abriu na porta ao lado, com uma área quatro vezes maior, serviços variados e equipamento todo renovado.

Fazer exercício e viajar ao mesmo tempo? Gastar calorias assim até parece (e é) fácil
Fazer exercício e viajar ao mesmo tempo? Gastar calorias assim até parece (e é) fácil
Ver artigo

"Isto foi um sonho que sempre tive. Comecei a fazer kickboxing com 16 anos e, a certa altura, vi que era um desporto com muitos benefícios a nível físico e psicológico, mas que estava muito virado para a competição. Senti que isto devia mudar um pouco e ser adaptado para dar para toda a gente. Quem queria competição fazia de uma maneira, mas quem não queria podia ter também essa alternativa", explica Pedro Kol à MAGG.

Durante um mês, tivemos a oportunidade de tentar perceber que benefícios físicos e psicológicos são estes de que Pedro nos fala — e a verdade é que são muito mais do que aqueles que podíamos esperar. Durante um mês, saímos da cama às 6h30, várias vezes por semana, para ir treinar (e acreditamos que possa parecer pouco sincero dizer que não foi nenhum sacrifício, mas a verdade é que não foi mesmo).

No primeiro dia em que entrámos na Academia Kolmachine sentimos logo o ambiente de companheirismo que lá se vive. Não tínhamos ligaduras, nem luvas, nem caneleiras (e nem sequer sabíamos o que era um uppercut), mas rapidamente houve alguém que, de uma forma descontraída, nos pôs a par de tudo.

Na Academia Kolmachine aprende-se observando e executando. Os primeiros murros e pontapés podem não ter saído como era suposto, mas na segunda semana já estávamos mais familiarizados com a técnica — e ao fim de um mês já só queríamos aprender mais e mais.

Na Academia Kolmachine há aulas de Boxe, Kickboxing, uma direcionada só para mulheres e outra para crianças

Experimentámos as aulas de Boxe e Kickboxing, que são as disponíveis em mais horários, mas no calendário semanal há ainda uma alternativa de aulas só para mulheres (Angels) e às segundas-feiras e quartas-feiras é ainda a vez de também as crianças poderem dar os primeiros passos na modalidade (entre as 17h30 e as 18h15).

8 ginásios ideais para regressar ao exercício físico, sem passadeiras ou elípticas
8 ginásios ideais para regressar ao exercício físico, sem passadeiras ou elípticas
Ver artigo

"O Kolmachine Angels foi criado há muito tempo e tem corrido muito bem por vários motivos. Primeiro porque as mulheres adoram o Kickboxing uma vez que, por norma, gostam mais de trabalhar pernas, glúteos e abdominais. O que eu criei foi então um treino de Kickboxing em que a parte física tem foco naquilo que as mulheres normalmente gostam mais de treinar", explica Pedro, referindo ainda que esta aula é muitas vezes o começo para aquelas mulheres que, ao início, não se sentem tão à vontade para treinar numa aula mista, mas que, passado algum tempo, já frequentam todas as alternativas da academia.

Sentido de comunidade foi o que Pedro sempre sonhou para o seu espaço e, poucos meses após a abertura da renovada Kolmachine, sente-se feliz por observar que esse espírito não se perdeu — mesmo passando de cerca de 250 sócios para 526 pessoas inscritas.

"Um dos medos que tínhamos era esse: crescer tanto que se perdesse um bocado esse ambiente familiar, mas conseguimos que isso não acontecesse. Aqui, os atletas ajudam-se muito uns aos outros, vão-se conhecendo, fazendo amizades e muitos dizem que é como uma verdadeira família", afirma Pedro Kol.

Para quem fez desporto de competição durante vários anos da sua vida, sabe de que tipo de família Pedro fala — e a verdade é que este sentido de comunidade é raro de se encontrar quando se faz desporto amador.

Às vezes, só precisamos de começar ou terminar o dia a descarregar energia num saco de boxe

Na Academia Kolmachine, as aulas, que são dadas por campeões da modalidade, decorrem de segunda-feira a sábado entre as 7h30 e as 21h30, com diferentes alternativas consoante o dia da semana. De acordo com Pedro Kol, a partir das 17h é quando o espaço enche, pois são muitos os que saem do trabalho diretos para o treino.

Por uma questão de disponibilidade, optámos por treinar sempre no horário entre as 7h30 e as 8h30 — e podemos confirmar que nunca soube tão bem começar o dia cedo. Estamos fartos de saber que o exercício físico nos faz libertar hormonas associadas ao prazer e à felicidade, mas, muitas vezes, por nunca termos experienciado essa sensação, não acreditamos que isso possa realmente melhorar o nosso dia. Boa notícia? Melhora mesmo.

O mês em que treinámos na Academia Kolmachine foi um mês com menos stresse, com mais vontade de comer bem, com capacidade (e necessidade) para nos deitarmos cedo e fazermos as refeições à hora certa. Foi um mês que nos mostrou que, para a vida ser mais leve, às vezes, só precisamos de começar ou terminar o dia a descarregar energia num saco de boxe.

Academia
créditos: Rita Almeida/MAGG

"O nosso objetivo é que as pessoas saiam daqui melhor do que entraram"

"Temos muitos resultados em termos físicos, tanto a nível de perda de peso como de motivação, mas, acima de tudo, temos um papel ainda mais importante na saúde mental das pessoas. As pessoas encontram aqui um equilíbrio, porque uma das coisas principais para a longevidade e para a felicidade é o sentido de comunidade e as relações sociais. Aqui, as pessoas conseguem estar a trabalhar o corpo para o tornar mais saudável e ao mesmo tempo criam muitas amizades, porque é um sítio onde se sentem bem. O nosso objetivo é que as pessoas saiam daqui melhor do que entraram e isso acontece em 99% dos casos", frisa o responsável pelo projeto.

Mas a oferta desta academia não fica por aqui. O objetivo de Pedro, quando em 2021 decidiu passar a academia para um espaço quatro vezes maior, foi, não só permitir a entrada de mais atletas, como dar-lhes melhores (e mais) opções.

"O que eu quis foi transformar aquilo que já tínhamos na academia ideal, e com tudo o que os alunos quisessem. Nos treinos sempre fomos muito bons, mas queríamos ter a parte complementar das refeições saudáveis, do balneário apropriado, complemento de ginásio, que também não tínhamos, nutrição e osteopatia."

Assim, além das aulas de boxe ou kickboxing, quem quiser pode também usufruir do ginásio que conta com máquinas de musculação, cardio e pesos livres.

"Quase todos os treinadores da academia são especializados no kickboxing, mas nós temos também o Bogdan que é o responsável pela parte de ginásio e é com ele que as pessoas conseguem marcar uma avaliação, ter acesso a um plano de treino ou fazer treinos personalizados."

Quanto a preços, estes variam consoante o número de vezes que pretende frequentar a academia por semana e se, além das aulas de boxe ou kickboxing, quer também usufruir do ginásio. As alternativas começam nos 14€ por semana e podem ir até 23,50€. Quem quiser, pode ainda optar por comprar as alternativas em packs.

Entre treinos, há um espaço para matar a fome (só com alternativas saudáveis, claro)

Para um espaço completo, Pedro achou ainda necessário acrescentar uma zona de refeições, que, para já, está apenas aberta para os sócios da academia, mas a ideia é que em breve possa ser um espaço frequentado por todos.

Chama-se Seeds, está aberta desde as 8h30 até às 20h e serve refeições e snacks variados. "Temos sempre um prato vegetariano e outro com carne ou peixe para quem prefere esse tipo de proteína", explica Helena Moreira, responsável pelo negócio.  Quem por lá passa diz que a tosta de abacate é o ex-líbris, mas, se preferir algo mais doce, pode ainda pedir o cheesecake de manteiga de amendoim ou as mini tartes de limão.

Neste momento, Pedro sente que consegue dar aos seus atletas tudo aquilo de que precisam e, por isso, o objetivo não é alargar mais a academia. Mas em cima da mesa poderá estar a abertura de uma nova Kolmachine noutros locais, como Oeiras ou Porto. Apesar de ter sido pioneiro nesta forma de abordar os desportos de combate — "antes não havia nada deste género", diz — Pedro não vê como um aspeto negativo o facto de, agora, haver cada vez mais opções que vão ao encontro daquilo que defende.

"Fomos os pioneiros a criar uma academia de desporto de combate neste sentido. Agora abriram já várias opções. Nesta zona do Saldanha, por exemplo, já abriram nos últimos anos umas seis ou sete academias semelhantes. Há pessoas a quem lhes faz confusão a concorrência, mas eu acho que é sempre bom. Acredito muito no produto que tenho e quanto mais pessoas tivermos a fazer desporto, melhor", remata Pedro Kol.

Morada:  Av. João Crisóstomo 49C, 1050-026 Lisboa
Contacto: 211 621 843
Horário: De segunda-feira a sexta-feira das 7h30 às 22h e sábados das 11h às 13h

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.