Há dias, um vídeo de um homem desesperado no aeroporto de Istambul, capital da Turquia, correu o Mundo. No trecho disseminado em massa pelas redes sociais, era possível ver, em poucos segundos, o indivíduo transtornado, aos berros, a perguntar pelos cães.

Gritava, em inglês, que tinha quatro cães. Pedia para lhos devolverem, avisava que não sabia deles e perguntava por eles. A companhia aérea havia perdido os animais de companhia deste homem e ter-se-ia recusado a prestar quaisquer esclarecimentos quanto ao sucedido.

"Gostaria de voltar a explicar uma situação muito triste que aconteceu connosco. Estávamos a voltar das Filipinas e fizemos escala na Turquia", disse o brasileiro João Paulo de Costa, num vídeo, publicado no Instagram pessoal. Na chegada a Istambul, viu o seu voo cancelado. Quando pediu informações no portão de embarque, "as pessoas começaram a fugir".

"Não queriam explicar o que tinha acontecido. Por esse motivo, eu realmente entrei em desespero e fui tomado por uma força sobrenatural. Graças a Deus foi tudo resolvido. A polícia chegou, pudemos ver os cães", esclareceu, já com os quatro cães ao colo, pelo que conseguiu reencontrá-los.

Costuma dar alguma destas 10 frutas ao seu cão? Está a intoxicá-lo (e pode mesmo chegar a matá-lo)
Costuma dar alguma destas 10 frutas ao seu cão? Está a intoxicá-lo (e pode mesmo chegar a matá-lo)
Ver artigo

João Paulo de Costa viajava com a mulher, Gabriele, e os quatro cães de porte pequeno, da raça Papillon. Quando o avião aterrou, a companhia aérea que se responsabilizara pelos patudos não conseguia encontrá-los, o que provocou a aflição captada pelas câmaras de quem a testemunhou.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.